Wikipédia:Livro de estilo | normas de estilo para escrita

Normas de estilo para escrita

Nomes completos em vez de abreviaturas

  • Evite sempre a utilização de abreviaturas, exceto quando o assunto for conhecido exclusivamente pelo seu acrônimo.
Sim Correto: Produto Interno Bruto, Radar
Não Incorreto: PIB, Radio detection and ranging

Escrita científica

Nota: Necessita-se de tradutores que estejam familiarizados com os termos usados nesta seção

Citações

Ver artigo principal: Wikipedia:Cite as fontes
  • Sempre prefira incluir citações entre aspas duplas (") em vez de simples ('), por duas razões: (1) as primeiras ficam normalmente mais visíveis que as segundas e (2) qualquer texto colocado entre aspas simples (por exemplo: 'qualquer coisa') apenas aparecerá nas pesquisas da ferramenta de busca se as aspas simples forem também incluídas.
  • Ao citar, inclua a pontuação dentro ou fora das aspas, conforme a porção do trecho citado.
Exemplo 1: O jornalista disse que a situação era "extremamente deplorável". (citação de parte da frase: ponto fora das aspas)
Exemplo 2: O jornalista disse, "A situação é extremamente deplorável." (citação da frase completa: ponto dentro das aspas)
  • Em citações, para indicar que um trecho foi omitido, utilize reticências entre parênteses, por exemplo: "(...) falou para a dona Maria. (...) quem sabe ninguém percebeu."
  • Para manter a uniformidade dos artigos e evitar complicações, use apenas aspas duplas e simples (" e '). Não use aspas curvas (‘ ’ e “ ”). Se estiver a transpor texto de um processador de texto, lembre-se de desligar a função de inserir "aspas inteligentes".

Pontuação

Na maioria dos casos basta seguir as regras de pontuação do português. Há, no entanto, alguns casos particulares dignos de nota.

  • Por uma questão de padrão e estética, utilize sempre um espaço em branco após cada pontuação. Por exemplo: "O menino andava, corria e pulava! Coitado; até que caiu." Não coloque espaço antes da pontuação nem mais de um espaço após ou entre uma palavra e outra; por exemplo: "O menino andava , corria e pulava! Coitado; até que caiu ."
  • No caso de parênteses e aspas, utilize um espaço antes de abrir e outro após fechar, como por exemplo: "Chamavam-no de 'pato' (o menino feliz)." Não use espaços deste modo: "Joãozinho ( o garoto )".
  • Utilize sempre a primeira letra de uma palavra em maiúscula após cada ponto final ou no início de um parágrafo, como por exemplo: "Andou. Pulou. Caiu."
  • Frases entre aspas: inicie com maiúscula quando é um exemplo, uma citação ou a fala de alguém (de forma direta), e minúsculas em qualquer outro caso. Como por exemplo:
    • E disse-lhes Paulo: "O céu é azul".
    • O ladrão era conhecido como "o pequeno malandro".
    • João gosta de dizer que "quem pula de árvore em árvore é macaco".
    • Maria disse: "Eu gosto de andar."
  • Para travessões utilize — (—) ou – (–), como, por exemplo, ao escrever um diálogo ou fazer uma observação no meio de uma frase, deste modo: "o delegado — e ninguém sabia disto — andava armado." Normalmente se utiliza o travessão para dar ênfase à observação, e vírgula quando essa ênfase não é necessária. — Utiliza-se também o travessão para separar um parágrafo em duas ou mais partes, sem ter que criar um novo parágrafo.
  • Evite o uso exagerado de reticências, como por exemplo: "O menino andou... Pulou... Correu..." Use apenas quando for relevante.
  • Em listas de itens, utilize ponto-e-vírgula (;) em cada item e um ponto final no último item, como por exemplo:
    • item A;
    • item B;
    • item C.
  • Ou use ponto final em todos os itens. Neste caso, cada novo item é um nova frase, então deve-se iniciá-los com letras maiúsculas. Veja o exemplo:
    • Item A.
    • Item B.
    • Item C.
  • Evite utilizar conjunto de pontuação como: "!!!", "!!", "?!", "!?", ou ".............." etc.
  • O uso de vírgula antes do "etc." é opcional. Não utilize reticências após o "etc.", como por exemplo:
    • Não Inadequado: "Eu vou levar água, bolacha etc..."
    • Sim Adequado: "Eu vou levar água, bolacha etc."

Números, datas e quantias

  • Num texto enciclopédico, deve-se evitar representar alguns números com seus respectivos algarismos. Por exemplo:
    • Não Errado: "o Titanic passou mais de 1 ano sendo equipado..." ou "Quando tinha 8 anos de idade sua família...".
    • Sim Adequado: "o Titanic passou mais de um ano sendo equipado..." ou "Quando tinha oito anos de idade sua família...".
  • Esta regra é aplicada para os números cujas formas por extenso limitam-se a uma só palavra (de um, dois, três, doze, quinze, trinta, setenta, mil). Obviamente, por uma razão de clareza, para números como 25, 337 ou 2586 usa-se sua anotação em algarismos. Alguns manuais de redação ou estilo aconselham que os números a partir de 11 (inclusive) sejam escritos em algarismos, à exceção de cem e mil.
  • Ademais, assim como normatizado pelo Sistema Internacional de Unidades,[3][4] os números grandes, usualmente com mais de quatro algarismos e sempre que seguidos de unidades de medida, podem ser repartidos em grupos de três algarismos, separados por espaços, nunca por pontos, nem por vírgulas. (Por exemplo, "O rio tem 1450 km de extensão" ou "A Fossa das Marianas atinge uma profundidade de 11 034 metros"). Este formato é produzido automaticamente ao se utilizar a predefinição produzirá o resultado 12 500,25 quilômetros. Em textos de cunho científico, deve-se preferir a notação científica (a luz percorreu 1×105 m, no lugar de a luz percorreu 100 km – pode-se também utilizar a função math , mas deve-se estar ciente de que notação científica não é uma fórmula e sim um numeral, e ter o cuidado de não induzir o leitor a pensar que ela o seja).
  • Nos países lusófonos, vírgulas (e não pontos) são reservadas para representar números decimais, como em "2,45 litros", "94,5 MHz", etc., conforme o Sistema Internacional de Unidades.
  • Quando for necessário citar uma grandeza física em duas unidades diferentes, deve-se utilizar a predefinição .
    • Não Errado: "O Concorde atingia uma velocidade máxima de )", que resulta em "O Concorde atingia uma velocidade máxima de 2 179 km/h (1 180 kt)".
    • Sim Adequado: "O Concorde atingia uma velocidade máxima de ", que resulta em "O Concorde atingia uma velocidade máxima de 2 179 quilômetros por hora (1 176 nós)". A predefinição pode fazer o cálculo com maior precisão, dependendo do n.º de algarismos significativos escolhido, e também colocar opcionalmente as ligações internas nas unidades, que podem vir grafadas por extenso ou abreviadas. Para mais detalhes, ver Predefinição:Converter.
  • Em números fracionários, use-se sempre a notação por extenso: "um terço do parlamento" e não "1/3 do parlamento". Nunca deve ser colocado o número zero antes de números inteiros.
  • Em números ordinais, a forma recomendável é escrever um algarismo arábico seguido de ponto (sinal de abreviatura) e as letras “o” ou “a” sobrescritas (desinências de gênero: primeiro, primeira, décimo, décima), como nos exemplos: 1.º, 2.ª, 5.º, 20.º, 500.º, 230.º. [5]
  • Em resultados de partidas desportivas usa-se sempre o algarismo: "A França venceu por 3–1" (e não 3 x 1 nem 3 a 1).[6]
  • As quantias monetárias devem ser expressas de acordo com a regra geral para números e não devem ser precedidas por sigla da unidade monetária. Por exemplo:
    • Sim Adequado: "Levava dez mil reais na carteira"
    • Não Errado: "Levava R$ 10 000 na carteira".
  • As siglas monetárias (R$, US$, € etc.) podem ser expressas em tabelas, mas não no corpo de uma redação.
  • As datas devem sempre ser escritas desta forma: 21 de maio de 1957, (Acordo ortográfico de 1990) ou 21 de Maio de 1957, (norma angolana) e nunca 21/05/1957, nem 21-5-1957, nem qualquer outra combinação. O número zero não deve ser usado antes de números inteiros, ou seja, escreve-se 9 de maio, e não 09 de maio.[7]
  • Os anos devem ser sempre escritos sem pontos no milhar: 2006 e não 2.006. Os séculos deverão ser escritos em numeração romana, tal como em século XIX. Ao situar anos ou séculos nas eras anteriores ou posteriores a Cristo, o ano 1 segundo o calendário ocidental, poderão ser usadas as seguintes alternativas:[7]
    • As abreviaturas a.C. (antes de Cristo) e d.C. (depois de Cristo). Esta costuma ser a forma mais habitual.
    • As abreviaturas AEC (antes da Era Comum) e EC (Era Comum). Ateístas, agnósticos, pessoas preocupadas em não passar valores cristãos para outras sociedades, ou mesmo os que pretendem ser mais acurados quanto ao ano do nascimento de Cristo, preferem empregar esta opção.
  • Só devem ser criadas ligações internas para datas e anos se isso for realmente necessário para a compreensão do texto ou se se tratarem de datas importantes para o tema (ex: data de nascimento do biografado numa biografia). A ligação interna deve ser na forma: [[15 de janeiro]] de [[1908]], isto é, com uma ligação para o dia e mês e outra para o ano.[7]

Uso do itálico

O itálico deve ser usado para:

  • Nomes científicos de seres vivos quando estabelecido pelas regras de nomenclatura biológica oficiais (exemplos: gêneros e espécies);
  • Palavras estrangeiras;
  • Livros;
  • Histórias em quadrinhos (banda desenhada);
  • Jogos eletrônicos;
  • Filmes;
  • Poemas longos ou épicos;
  • Álbuns musicais (ver também: Livro de estilo do Projeto Música);
  • Obras musicais (ver também: Livro de estilo do Projeto Música);
  • Periódicos (jornais e revistas);
  • Peças teatrais;
  • Nomes de navios;
  • Programas de televisão tais como séries e telenovelas;
  • Obras de arte visuais (exceto esculturas).

Os títulos dos verbetes, nos casos acima, devem também vir em itálico — inclusive no nome da página, com uso da predefinição "título em itálico"; se o verbete contiver uma infocaixa, também ali o título deve ser grafado, nestes casos, em itálico. (conforme votação)

Quando o título for também uma ligação, os marcadores de itálico devem ser colocados fora dos colchetes ou a ligação não funcionará. Exemplo: ''[[Jornal de Notícias]]'', que resulta em Jornal de Notícias e não [[''Jornal de Notícias'']], que resulta em ''Jornal de Notícias''. Nos títulos abreviados, o itálico pode ser colocado fora dos colchetes, como no exemplo anterior, ou apenas na abreviação. Exemplo: [[Tudo Azul (álbum de Marisa Monte)|''Tudo Azul'']], que resulta em Tudo Azul.

Termos em outras línguas

De preferência, em termos de outras línguas que não o português, utilize a formatação itálica. Assim:

"Sempre faça backup."

Referências a palavras

Sempre que uma palavra for usada no texto como referência à própria palavra, deve ser escrita em itálico. O mesmo se aplica no caso de nos referirmos a letras.

Exemplo 1: Metrossexual é um termo originado no final da década de 1990 pela junção das palavras metropolitano e heterossexual.
Exemplo 2: Em física, A é o símbolo de ampère.

Uso do negrito

A Wikipédia coloca os cabeçalhos (títulos de seções) automaticamente em negrito.

Use o itálico, e não o negrito, para dar ênfase. Use o negrito como forma de remeter à página apenas em alguns casos especiais: títulos de tabelas, listas de definição e na bibliografia para artigos de revistas especializadas.

Trechos de artigos em língua estrangeira

  • Não é permitido colocar artigos em língua estrangeira na Wikipédia lusófona.
(ver votação)
  • Os trechos em língua estrangeira de artigos por traduzir devem ser eliminados.
(ver votação)

Ortografia

Ver artigo principal: Wikipedia:Ortografia

Presentemente a Wikipédia aceita como igualmente válidas as seguintes normas:

Ficam interditas quaisquer edições que visem alterar a grafia das palavras de uma norma para outra. No entanto, a mistura de normas num mesmo artigo pode ter resultados um pouco estranhos. Assim, se um utilizador fizer mudanças significativas num determinado artigo escrito numa outra norma, é compreensível que edite a parte não alterada para se adequar à parte nova. O que significa realmente "mudanças significativas" cabe a cada um decidir, mas 50% é um valor razoável.

Sempre que houver palavras no título de um artigo que possuam duas ou mais escritas possíveis, devem ser criadas as remissões correspondentes. Para antropónimos, quer lusófonos quer não lusófonos, ver convenção de nomenclatura para nomes próprios.

Em virtude das substanciais diferenças que ostenta face às ortografias lusófonas habituais, a grafia preconizada pela Associação Galega da Língua para o galego, entendido como variante do português, não é aceite como válida na Wikipédia de língua portuguesa.

Versões da língua portuguesa

A Wikipédia em português não usa uma versão específica da língua comum, pelo que são bem-vindas as contribuições de todos os que escrevem em língua portuguesa, independentemente do seu país de origem. No entanto, foram definidas algumas regras de etiqueta para facilitar não só a coexistência de diferentes versões da língua, mas também para aumentar a facilidade de compreensão dos artigos:

  • Cada artigo deve apresentar uma ortografia tão homogênea quanto possível.
  • Devem-se evitar os regionalismos, asiacismos, africanismos, brasileirismos ou lusismos que possam constituir obstáculo à compreensão do texto por parte de um falante de português de outra região ou país, preferindo palavras e expressões que sejam entendidas por todos sem dificuldades. Veja Como resolver problemas linguísticos.
  • Quando tal é inevitável, devem ser explicadas as diferenças. Veja, por exemplo, o artigo Gandula:

Gandula (pt-BR) ou apanha-bolas (pt) é pessoa responsável por buscar as bolas que são jogadas para fora do campo em uma partida de futebol...