Estónia | economia
English: Estonia

Economia

Vista do centro financeiro de Tallinn

O setor de serviços praticamente não existia na era soviética, e obteve um incrível e rápido crescimento no início dos anos 1990.

O país tentou aderir ao euro em 2007, mas foi barrado pela inflação alta, obtendo êxito ao adotá-lo oficialmente em 1 de janeiro de 2011.[54]

O PIB da Estónia registrou decréscimo em 2008 (-5,1%) e em 2009 (-13,9%), mas voltou a crescer em 2010, com controle da inflação, déficit fiscal e dívida pública.[54]

A alcunha de tigre báltico é o resultado da transição de economia centralizada para a de mercado, com características como investimento estrangeiro, aumento do crédito e consumo interno, além do trabalho barato e produção industrial de baixo valor agregado.[54]

O PIB da Estónia, em 2017, ficou em 25,92 bilhões * de dólares[55][56], com um crescimento de 2,06% de 2016[57]. O Poder de Compra per capita é de 31 742 International Dolar $ e o nível de desemprego é de apenas 5,76% [58]. E a dívida pública não passa de 9% do PIB (2017).[59]

Os principais produtos agrícolas são: batata, vegetais, peixe e leite. Quanto aos setores da indústria estoniana, que cresceu 8% em 2006, os principais são os de engenharia, eletrônica, madeira e derivados, têxtil, tecnologia da informação e telecomunicações.[60]

Exportação

A Estónia exporta 2/3 de tudo o que produz, sendo destes 1/3 só em serviços, principalmente turismo. Em 2006, as exportações da Estónia somaram 9,68 bilhões de dólares, tendo como principais produtos de exportação e principais parceiros.[60]

Principais parceiros comerciais da Estónia[61]
Exportação
País Principais produtos de exportação
Finlândia Finlândia Máquinas e Equipamentos: 47%

Madeira bruta; papel e móveis: 18%

Produtos para a Indústria Elétrica: 11%

Suécia Suécia Máquinas e equipamentos: 36%

Madeira bruta, papel e móveis: 21%

Produtos para a indústria elétrica: 13%

Veículos: 11%

Alemanha Alemanha Máquinas e equipamentos: 38%

Madeira bruta, papel e móveis: 30%

Produtos alimentícios: 8%

Letónia Letônia Veículos:

Químicos:

Metais:

Máquinas e equipamentos:

Lituânia Lituânia Produtos alimentícios:

Veículos:

Químicos:

Metais:

Máquinas e equipamentos:

Rússia Rússia Máquinas e equipamentos:

Produtos alimentícios:

Veículos:

Importação

Há uma grande variedade de importações: máquinas e equipamentos, combustíveis, metais, madeira, roupas, alimentos, aparelhos eletrônicos. Esses três últimos quase não são produzidos na Estónia, então são produtos fortes de importação.

A maioria das importações vem da União Europeia, em especial da Finlândia (19,7%), devido ao grande número de empresas finlandesas instaladas em terras estonianas. Como principais parceiros tem-se também a Alemanha (13,9%) e a Suécia (8,9%). Da Rússia (9,2%) e da Ásia Central, importantes parceiros também, vêm suprimentos para ferrovias, combustíveis e algodão.

Mas os outros dois Países Bálticos são quem fornecem a maioria dos produtos importados à Estónia. A Lituânia (6%) fornece combustível, químicos e produtos alimentícios (inclusive tabac]). Da Letônia (4,7%) vêm produtos de engenharia, químicos e equipamentos para a indústria alimentar.

Das importações que somaram 12,03 bilhões * bilhões de dólares em 2006, gerando assim um déficit da balança comercial de 1,9 bilhão de dólares, a maioria é de máquinas e equipamentos (33%), produtos químicos (11%), têxteis (10,3%), alimentos (9,4%) e suprimentos para ferrovias (8,9%).[60]