Wikipédia

Disambig grey.svg Nota: Para uma introdução não enciclopédica voltada para visitantes, veja Wikipédia:Sobre a Wikipédia. Para outros significados, veja Wikipédia (desambiguação).
Wikipédia
White sphere made of large jigsaw pieces. Letters from many alphabets are shown on the pieces.
Wikipedia wordmark
Logotipo da Wikipédia.
Captura de tela do portal multilíngue da Wikipédia
SloganA enciclopédia livre
Requer pagamento?Não
GêneroEnciclopédia online
CadastroOpcional e gratuito
Idioma(s)277 ativos (287 no total)[nota 1]
Lançamento15 de janeiro de 2001 (17 anos)
Posição no AlexaMundo - 5º[1]
Estados Unidos - 6º[1]
Portugal - 7º[2]
Brasil - 11º[3]
DesenvolvedorJimmy Wales
Larry Sanger[4]
ProprietárioFundação Wikimedia
Página oficialwww.wikipedia.org

A Wikipédia é um projeto de enciclopédia [5] multilíngue[6] de licença livre [7] [8], baseado na web e escrito de maneira colaborativa;[9][10][8] encontra-se, atualmente, sob administração da Fundação Wikimedia,[11] uma organização sem fins lucrativos cuja missão é "empoderar e engajar pessoas pelo mundo para coletar e desenvolver conteúdo educacional sob uma licença livre ou no domínio público, e para disseminá-lo efetivamente e globalmente".[12] Integrando um dos vários projetos[7] mantidos pela Wikimedia, os mais de 43 milhões de artigos (997 377 em português, até 21 de abril de 2018) hoje encontrados na Wikipédia foram escritos de forma conjunta por diversos voluntários ao redor do mundo; e quase todos os verbetes presentes no site podem igualmente ser editados por qualquer pessoa com acesso à internet e ao http://www.wikipedia.org.[nota 2] Em outubro de 2013, havia edições ativas da Wikipédia em 277 idiomas. A Wikipédia foi lançada em 15 de janeiro de 2001 por Jimmy Wales e Larry Sanger[13] e tornou-se a maior e mais popular obra de referência geral na Internet,[14][15][16][17] sendo classificada em torno da sétima posição entre todos os websites do Alexa e tendo cerca de 365 milhões de leitores.[14][18] A Wikipédia é uma ferramenta de pesquisa amplamente utilizada por estudantes e tem influenciado o trabalho de publicitários, pedagogos, sociólogos e jornalistas, que usam seu material, mesmo que nem sempre citem suas fontes.[19]

O nome Wikipedia foi criado por Larry Sanger[20] e é uma combinação de wiki (uma tecnologia para criar sites colaborativos, a partir da palavra havaiana wiki, que significa "rápido") e enciclopédia. A palavra "Wikipédia" é uma adequação lusófona da forma original anglófona sobre a fusão dos dois nomes que formam o termo. Em português, o prefixo "Wiki" é somado ao sufixo de "enciclopédia", ganhando acento diacrítico agudo no e, para atender à gramática lusófona.

A Wikipédia afasta-se do estilo tradicional de construção de uma enciclopédia, possuindo uma grande presença de conteúdo não-acadêmico. Quando a revista Time reconheceu "Você" como a Pessoa do Ano de 2006, devido ao sucesso acelerado da colaboração online e da interação de milhões de usuários ao redor do mundo, citou a Wikipédia como um dos vários exemplos de serviços Web 2.0, juntamente com YouTube, MySpace e Facebook.[21] Alguns têm notado a importância da Wikipédia, não apenas como uma referência enciclopédica, mas também como um recurso de notícias atualizado com frequência por causa da rapidez com que artigos sobre acontecimentos recentes aparecem.[22][23] Estudantes têm sido orientados a escrever artigos para a Wikipédia como um exercício de explicar de forma clara e sucinta conceitos difíceis para um público não iniciado.[24]

Embora as políticas da Wikipédia defendam fortemente a verificabilidade e um ponto de vista neutro, seus críticos acusam-na de viés sistêmico e inconsistências (incluindo o peso excessivo dado à cultura popular)[25] e alegam que ela favorece o consenso sobre credenciais em seus processos editoriais.[26] Sua confiabilidade e precisão também são alvo de críticas.[27] Outras críticas apontam a sua suscetibilidade ao vandalismo e à adição de informações falsas ou não verificadas;[28] no entanto, trabalhos acadêmicos sugerem que os vandalismos são geralmente de curta duração.[29][30] Uma pesquisa de 2005 na revista Nature mostrou que os artigos científicos que eles compararam chegavam perto do nível de precisão da Encyclopædia Britannica e tinham uma taxa semelhante de "erros graves".[31] Outra pesquisa de 2011 realizada pelo ForeSee Results e divulgada pela CNET mostrou que, em uma escala de satisfação de 0 a 100, os internautas atribuíram 78 pontos à Wikipédia, um resultado maior que o de outros sites consagrados, como YouTube e Facebook.[32]

História

Ver artigo principal: História da Wikipédia
A Wikipédia foi originada do projeto Nupedia.

A Wikipédia começou como um projeto complementar para a Nupedia, um projeto de enciclopédia online gratuita de língua inglesa, cujos artigos eram escritos por especialistas e revistos em um processo formal.[33] A Nupedia foi fundada em 9 de março de 2000, sob a posse da Bomis, uma empresa de portal web. Suas principais figuras eram Jimmy Wales, CEO da Bomis, e Larry Sanger, editor-chefe da Nupedia e posteriormente da Wikipédia. A Nupedia foi licenciada inicialmente sob sua própria Licença de Conteúdo aberto Nupedia, a mudança para a GNU Free Documentation License aconteceu antes da fundação da Wikipédia, a pedido de Richard Stallman.[34]

Página inicial da Wikipédia em 2001.
Página inicial da Wikipédia em português em 2003.

Larry Sanger e Jimmy Wales fundaram a Wikipédia.[35][36] Embora Wales seja creditado por definir o objetivo de fazer uma enciclopédia editável publicamente,[37][38] Sanger é geralmente creditado pela estratégia de usar um wiki para alcançar esse objetivo.[39] Em 10 de janeiro de 2001, Larry Sanger propôs na lista de discussão da Nupedia a criação de um wiki como um projeto "alimentador" para a Nupedia.[40]

A Wikipédia foi formalmente lançada em 15 de janeiro de 2001, como uma única edição em inglês em www.wikipedia.com[41] e anunciada por Sanger na lista de discussão da Nupedia.[37] A política do "ponto de vista neutro" da Wikipédia"[42] foi codificada em seus meses iniciais e era semelhante à política anterior da Nupedia de "não-parcialidade". Por outro lado, inicialmente havia relativamente poucas regras e a Wikipédia operava independentemente da Nupedia.[37]

A Wikipédia ganhou os primeiros colaboradores da Nupedia, de postagens no Slashdot e indexação do motor de busca na web. Até o final de 2001, o site já havia crescido para cerca de 20 000 artigos em 18 idiomas. No final de 2002, tinha alcançado 26 edições em idiomas diferentes, 46 até o final de 2003 e 161 nos últimos dias de 2004.[43] A Nupedia e a Wikipédia coexistiram até os servidores da primeira serem retirados de forma permanente em 2003 e seu texto incorporado na Wikipedia. A Wikipédia em inglês passou a marca dos dois milhões de artigos em 9 de setembro de 2007, tornando-a a maior enciclopédia já construída, superando até mesmo a Enciclopédia Yung-lo Ta-tien (1407), que detinha esse recorde desde há exatamente 600 anos.[44]

Citando temores de publicidade comercial ser inserida no site e a falta de controle numa Wikipédia que viam como sendo anglo-cêntrica, usuários da Wikipédia em espanhol criaram uma versão independente da Wikipédia em fevereiro de 2002, a Enciclopedia Libre.[45] Mais tarde naquele ano, Wales anunciou que a Wikipédia não iria exibir anúncios publicitários e seu site foi movido para wikipedia.org.[46]

Jimmy Wales
Larry Sanger
Jimmy Wales (esquerda) e Larry Sanger, os cofundadores da Wikipédia.

Vários outros projetos de wiki-enciclopédias foram iniciados, em grande parte sob uma filosofia diferente do modelo editorial aberto e baseado no chamado "princípio da imparcialidade" da Wikipédia. O Wikinfo, por exemplo, não requer um ponto de vista neutro e permite pesquisas originais. Novos projetos inspirados na Wikipédia — como o Citizendium, Scholarpedia, Conservapedia e o Knol, da Google, onde os artigos são um pouco mais ensaísticos[47] — foram iniciados para tratar de limitações de percepção da Wikipédia, como suas políticas sobre revisão por pares, pesquisa original e publicidade comercial.

Embora a Wikipédia em inglês tenha chegado aos três milhões de artigos em agosto de 2009, o crescimento de edições, em termos de números de artigos e de colaboradores, parece ter estabilizado em torno do início de 2007.[48] Em 2006, cerca de 1 800 artigos foram adicionados diariamente à enciclopédia; até 2010 essa média era de cerca de 1 000.[49] A equipe do Palo Alto Research Center especulou que isso se deve ao aumento da exclusividade do projeto.[50]

Editores novos ou ocasionais têm taxas significativamente mais altas de suas edições revertidas (removidas) do que um grupo de elite de editores regulares, coloquialmente conhecido como a "panela". Isso poderá estar a tornar mais difícil para o projeto recrutar e reter novos colaboradores a longo prazo, resultando na estagnação da criação de novos artigos. Outros sugerem que o crescimento está a nivelar naturalmente, pois os artigos mais básicos já existem.[51][52]

Protesto da Wikipédia contra o SOPA em 2012.

Em novembro de 2009, uma tese de doutorado escrita por Felipe Ortega, um pesquisador da Universidade Rey Juan Carlos em Madrid, revelou que a Wikipédia em inglês havia perdido 49 000 editores nos primeiros três meses de 2009, enquanto que durante o mesmo período em 2008 o mesmo projeto perdeu apenas 4 900 editores.[53][54]

O The Wall Street Journal relatou que "um número sem precedentes de milhões de voluntários online que escrevem, editam e policiam a Wikipédia está desistindo." Entre as razões citadas no artigo para esta tendência encontram-se a matriz de regras aplicadas à edição e disputas relacionadas a tais conteúdos.[55] Estas alegações foram contestadas por Jimmy Wales, que negou o declínio e questionou a metodologia do estudo.[56]

Em janeiro de 2007, a Wikipédia entrou na lista dos dez sites mais populares nos Estados Unidos, segundo a comScore Networks Inc. Com 42,9 milhões de visitantes únicos e o 9º lugar, a Wikipédia superou os sites do The New York Times (10º) e Apple Inc. (11º). Foi um aumento significativo em relação a janeiro de 2006, quando o site estava posicionado no 33º lugar, com apenas 18,3 milhões de visitantes únicos.[57] Em abril de 2011, a Wikipédia foi listada como o quinto site mais popular do mundo pela Google Inc.[58][59]

Evolução do logotipo da Wikipédia