Singapura
English: Singapore

Republic of Singapore (inglês)
新加坡共和国 (chinês)
(Xīnjiāpō Gònghéguó)

Republik Singapura (malaio)
சிங்கப்பூர் குடியரசு (tâmil)
(Chiṅkappūr Kuṭiyarachu)

República de Singapura
Bandeira de Singapura
Brasão Singapura
BandeiraBrasão
Lema: Majulah Singapura
"Avante, Singapura"
Hino nacional: Majulah Singapura
"Avante, Singapura"
Gentílico: singapurense;[1][2] singapurano[3][4]

Localização Singapura

Localização de Singapura na Península da Malásia.
CapitalÁrea Central de Singapura
1°17′22″ N 103°51′00″ E
Língua oficialInglês (principal)[5]
Malaio (nacional)
Mandarim
Tâmil
GovernoRepública parlamentarista unitária de partido dominante
 - PresidenteHalimah Yacob
 - Primeiro-ministroLee Hsien Loong
Independênciado Reino Unido 
 - Fundação29 de janeiro de 1819 
 - Autogoverno3 de junho de 1959 
 - Fusão com a Malásia16 de setembro de 1963 
 - Separação da Malásia9 de agosto de 1965 
Área 
 - Total716,1[6] km² (187.º)
 - Água (%)1,444
 Fronteiracom a Malásia
População 
 - Estimativa para 20185 638 700[6] hab. (114.º)
 - Censo 20004 117 700[6] hab. 
 - Urbana5 791 milhões (2018) hab. 
 - Densidade7.540[6] hab./km² (2.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 445,174 bilhões*[7] 
 - Per capitaUS$ 81 345[7] 
PIB (nominal)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 307,085 bilhões*[7] 
 - Per capitaUS$ 56 112[7] 
IDH (2017)0,932 (9.º) – muito alto[8]
Gini (2012)47,8[9]
MoedaDólar de Singapura (SGD)
Fuso horário+8 (UTC+8)
ClimaEquatorial
Org. internacionaisAPEC, ASEAN, Banco Mundial, Comunidade Britânica, FMI, OMC e ONU
Cód. ISOSGP
Cód. Internet.sg
Cód. telef.+65
Website governamentalwww.gov.sg

Mapa Singapura

Singapura[10] (até o FO 1943, grafada Cingapura;[10][nota 1][11] em malaio: Singapura; em inglês: Singapore ; em mandarim: 新加坡 Xīnjiāpō; em tâmil: சிங்கப்பூர் Chiṅkappūr), oficialmente República de Singapura, é uma cidade-Estado insular localizada na ponta sul da Península Malaia, no Sudeste Asiático, 137 quilômetros ao norte do equador. Constituído por 63 ilhas, Singapura é separado da Malásia pelo Estreito de Johor, ao norte, e das Ilhas Riau (Indonésia) pelo Estreito de Singapura, ao sul. O país é o que apresenta o maior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos países asiáticos (9° melhor do mundo em 2014). O seu território é altamente urbanizado, mas quase metade dele é coberto por vegetação. No entanto, mais terras estão sendo criadas para o desenvolvimento por meio do processo de aterramento marítimo.

Singapura foi parte de diversos impérios locais desde que foi habitado no século II d.C. O país moderno foi fundado como um posto comercial da Companhia Britânica das Índias Orientais por Sir Stamford Raffles em 1819 com a permissão do Sultanato de Johor. O Império Britânico obteve soberania completa da ilha em 1824 e a cidade se tornou um dos Estabelecimentos dos Estreitos em 1826. Singapura foi ocupada pelo Império do Japão durante a Segunda Guerra Mundial e voltou ao domínio britânico após o conflito. Tornou-se autogovernada internamente em 1959. O território uniu-se a outros ex-territórios britânicos para formar a Malásia em 1963 e tornou-se um Estado totalmente independente dois anos mais tarde. Desde então, teve um aumento maciço em termos de riqueza e é um dos quatro Tigres Asiáticos. A economia depende fortemente da indústria e dos serviços. O país é um líder mundial em diversas áreas: é o quarto principal centro financeiro do mundo, o segundo maior mercado de casinos e o terceiro maior centro de refinação de petróleo do mundo. Seu porto é um dos cinco mais movimentados do mundo. O país é o lar do maior número de famílias milionárias em dólares per capita do planeta. O Banco Mundial considera a cidade como o melhor lugar no mundo para se fazer negócios. O país tem o terceiro maior PIB per capita por paridade do poder de compra do mundo, tornando Singapura um dos países mais ricos do planeta.

A cidade é uma república parlamentar com um sistema Westminster de governo unicameral. O Partido de Ação Popular (PAP) ganhou todas as eleições desde a concessão britânica de autonomia interna em 1959. O sistema legal de Singapura tem suas bases no sistema da common law inglesa, mas modificações foram feitas a ela ao longo dos anos, como a remoção de julgamento por júri. A imagem popular do PAP é a de um governo forte, experiente e altamente qualificado, apoiado por um serviço especializado civil e um sistema de educação com ênfase na realização e na meritocracia. No entanto, o partido é visto por alguns eleitores, críticos da oposição e observadores internacionais como sendo autoritário e demasiado restritivo quanto a liberdade individual.

Cerca de 5 milhões de pessoas vivem em Singapura, dos quais 2,91 milhões nasceram no local. A maioria da população é descendente de chineses, malaios e indianos. Há quatro línguas oficiais: inglês, chinês, malaio e tâmil. Um dos cinco membros fundadores da Associação de Nações do Sudeste Asiático, Singapura também abriga a Secretaria da APEC e é membro da Cúpula do Leste Asiático, do Movimento dos Países Não Alinhados e da Commonwealth.

Etimologia

O nome malaio nativo do país, Singapura, deriva do sânscrito[12] (सिंहपुर, IAST: Siṃhapura; siṃha é "leão", pura é "cidade"), daí surgiu a referência costumeira ao país como a "Cidade dos Leões", e sua inclusão em muitos dos símbolos da nação (por exemplo: o seu brasão de armas). No entanto, é improvável que os leões já viveram na ilha; Sang Nila Utama, o príncipe de Serivijaia que disse ter fundado e nomeado a ilha Singapura, talvez viu um tigre malaio. Existem no entanto outras sugestões para a origem do nome e estudiosos não acreditam que a origem do nome a ser firmemente estabelecida.[13][14] A ilha central também foi chamada de Pulau Ujong, já no século III, literalmente "ilha no final" (da Península Malaia) em Malaio.[15][16]