Segunda-feira

A segunda-feira é o 1° dia útil considerado o primeiro dia da semana, seguindo o domingo e precedendo a terça-feira.

1° dia2° dia3° dia4° dia5° dia6° diaúltimo dia
DomingoSegunda-feiraTerça-feiraQuarta-feiraQuinta-feiraSexta-feiraSábado

Por ordenação de trabalho, lazer e pela norma ISO[1], a segunda-feira é considerada o primeiro dia da semana, sendo assim na maioria dos calendários em todo o mundo.[2]

1° dia2° dia3° dia4° dia5° dia6° diaúltimo dia
Segunda-feiraTerça-feiraQuarta-feiraQuinta-feiraSexta-feiraSábadoDomingo

A palavra é originária do latim Secunda Feria, que significa "segunda feira", e de mesma acepção existe em galego (segunda feira)[3], mirandês (segunda) e tétum (loron-segunda).

Povos pagãos antigos reverenciavam seus deuses dedicando este dia ao astro Lua, o que originou outras denominações, em espanhol diz-se lunes, no italiano lunedì, em francês lundi, em inglês Monday e em alemão Montag, com os significados de "Lua" e "dia da Lua".

Na cultura popular, é considerado o dia mais "aborrecido" da semana pois é o primeiro dia de trabalho após o fim de semana.

Origem dos nomes dos dias da semana

Primeira referência escrita conhecida à segunda-feira, na Igreja de São Vicente, Braga, datada de 618
Ver artigo principal: Dias da semana

Os nomes dos dias da semana em português têm a sua origem na liturgia católica. Na maior parte das outras línguas românicas, a sua origem são nomes de deuses pagãos romanos aos quais os dias eram dedicados, neste caso a segunda-feira era dedicada a divindade romana Diana (essa por sua vez inspirada na deusa grega Ártemis). Este também é o caso de muitas línguas germânicas, como o inglês, sendo que neste caso houve simples interpretações germânicas do significado do termo em latim "Lunae dies" ("dia da Lua"). Em alguns casos, os nomes "eclesiásticos" são usados, uma tradição de numerar os dias da semana para evitar a conotação "pagã" dos nomes planetários, em que segunda-feira é o "segundo dia" (em grego Δευτέρα μμέρα; em latim Feria secunda). Em muitos idiomas eslavos, como o russo o nome do dia se traduz em "depois do domingo".

Japoneses e coreanos compartilham os mesmos antigos caracteres chineses '月曜日' (Hiragana: げ つ よ う び, transliterado: Getsuyoubi, Hangul: 월요일) para segunda-feira que significa "dia da lua". Os chineses parecem ter adotado a semana de sete dias do sistema helenístico no século IV, embora por qual caminho não esteja totalmente claro. Foi novamente transmitida à China no século VIII pelos maniqueus, através do país de Kang (uma organização política da Ásia Central perto de Samarcanda)[4]. Na China, após a queda da Dinastia Qing e a proclamação da República da China em 1911, de segunda a sábado passaram a ser nomeados implicitamente por números. A transliteração chinesa do sistema planetário helenistico foi logo trazida para o Japão pelo monge japonês Kobo Daishi; Os diários sobreviventes do estadista japonês Fujiwara Michinaga mostram o sistema de sete dias em uso no Período Heian do Japão desde o ano de 1007.