Sangue
English: Blood

Bleeding finger.jpg
Amostra de sangue humano coletado para realização de exames laboratoriais.

O sangue é um tecido conjuntivo líquido que circula pelo sistema vascular em animais vertebrados; formado por uma porção celular de natureza diversificada - pelos "elementos figurados" do sangue - que circula em suspensão em meio fluido, o plasma. Em animais vertebrados o sangue, tipicamente vermelho, é geralmente produzido na medula óssea. Em animais invertebrados a coloração pode variar, mostrando-se em várias espécies, dada a presença de cobre e não ferro na estrutura das células responsáveis pelo transporte de oxigênio, azulado.[1] O sangue tem como função a manutenção da vida do organismo no que tange ao transporte de nutrientes, excretas (metabólitos), oxigênio e gás carbônico, hormônios, anticorpos, e demais substâncias ou corpúsculos cujos transportes se façam essenciais entre os mais diversos e mesmo remotos tecidos e órgãos do organismo.

Popularmente também denomina-se por sangue o fluido com funções similares em animais não dotados de sistema circulatório fechados, a exemplo da hemolinfa nos insetos. A composição da hemolinfa é contudo diferente da composição do sangue propriamente dito.

O sangue é formado por diversos tipos de células, que constituem a parte "sólida" do sangue, cada tipo com anatomia e funções próprias; essas imersas em uma parte líquida chamada plasma. As células sanguíneas são classificadas em três grupos básicos: os leucócitos ou glóbulos brancos, que são células de defesa integrantes do sistema imunitário; as hemácias , glóbulos vermelhos ou eritrócitos, responsáveis pelo transporte de oxigênio; e plaquetas, responsáveis pela coagulação sanguínea.

Podemos encontrar os mesmos componentes básicos do sangue nos anfíbios, nos répteis, nas aves e nos mamíferos (incluindo o ser humano).[1]

Composição do sangue

O sangue é composto basicamente por:

45% de elementos figurados (células): Hemácias, leucócitos e plaquetas.
55% de plasma (Matriz extracelular).

Hemácias

Função: realizar a respiração celular, ao transportar oxigênio e parte de gás carbônico pela hemoglobina. São estocadas no baço, que por sua vez tem duas funções: liberar hemácias sadias (por ex., ao se fazer esforço físico) e destruir hemácias velhas, reciclando a hemoglobina[1]. Têm importante papel na regulação do pH sanguíneo, agindo como tampão. Em casos de redução do pH ela libera o íon de O e absorve um íon de H, alcalinizando a solução. Caso o pH esteja elevado, a hemácia captura um íon de O e libera um íon de H, acidificando o meio. Este mecanismo ocorre de forma fisiológica no organismo, onde, no músculo, normalmente há um pH levemente ácido, o oxigênio é mobilizado e um íon de H é capturado. O inverso ocorre no pulmão, onde o meio encontra-se levemente básico, então a hemoglobina libera o íon de H e captura um íon de O.
As hemácias dos mamíferos são arredondadas, anucleadas, com formato bicôncavo, semelhante a balas soft. Nos humanos possuem um tempo médio de vida, de cerca de 120 dias.

As hemácias de aves, répteis e anfíbios são nucleicas, com formato oval, e bi convexas

O hematócrito serve para medir a porcentagem de células em relação ao plasma. Valores normais, em geral, variam de 25 a 55%. valores abaixo indicam uma anemia, valores aumentados indicam uma desidratação. As proteínas plasmáticas totais servem para indicar se a anemia é por perda de sangue total, onde seu valor estará reduzido, ou em deficiências de produção, onde o valor das proteínas estará normal.

Leucócitos ou glóbulos brancos

Os leucócitos formam verdadeiros exércitos contra os micro-organismos causadores de doenças e qualquer partícula estranha que penetre no organismo: vírus, bactérias, parasitas ou proteínas diferentes das do corpo. Eles também "limpam" o corpo destruindo células mortas e restos de tecidos.

Função: imunológica ou de defesa do organismo.[1]
São classificados em neutrófilos, monócitos, basófilos, eosinófilos, linfócitos. Cada qual tem uma função específica e um mecanismo diferente de combater um agente patogênico (bactérias, vírus etc)

Se uma pessoa tiver:

  • (+) Doenças Auto-Imunes
  • (–) Aids

Trombócitos ou Plaquetas

São fragmentos de células da medula óssea chamadas megacariócitos.
Função: realizar a coagulação sanguínea[1].

Se uma pessoa tiver:

  • (-) Hemofilia: pessoa que não consegue coagular o sangue.
  • (+) Trombo: Coágulo interno.(AVC, infarto)

Plasma

Função: transporte de hemácias, leucócitos, plaquetas e outras substâncias dissolvidas, como proteínas (albumina, responsável pela manutenção da pressão osmótico sanguínea; anticorpos; fibrinogênio); nutrientes (glicose, aminoácidos, ácidos graxos); excretas (ureia, ácidos úricos, amônia); hormônios (testosterona, adrenalina); hemoglobinas (ou anticorpos); sais/íons (sódio, potássio); gases (na forma de ácido carbônico ou H2CO3). O plasma transporta essas substâncias por todo organismo, permitindo às células a receber nutrientes e excretar e/ou secretar substâncias geradas no metabolismo[1].

Composição: cerca de 90% de água; 10% outras substâncias

Características da circulação sanguíneas

-Fechada: O sangue circula somente no interior dos vasos (artérias, veias e capilares).

-Completa: Não ocorre mistura do sangue arterial com o sangue venoso.

-Dupla: O sangue passa duas vezes pelo coração ( com sangue arterial e com sangue venoso)