San Diego
English: San Diego

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja San Diego (desambiguação).
San Diego
Localidade dos Estados Unidos Estados Unidos
SD Montage.jpg
Do topo, da esquerda para a direita: Panorama de San Diego, Ponte do Conorado, Museu no Parque Balboa, Museu Serra no Parque Presídio e o antigo Farol de Point Loma
Cognome(s): America's Finest City
San Diego está localizado em: Califórnia
San Diego
Localização de San Diego na Califórnia
San Diego está localizado em: Estados Unidos
San Diego
Localização de San Diego nos Estados Unidos
Dados gerais
Fundado em1769 (250 anos)
Incorporado em27 de março de 1850 (169 anos)
PrefeitoKevin Faulconer (R)
Localização
32° 46' 46" N 117° 8' 47" O
CondadoSan Diego
Estado Califórnia
Tipo de localidadeCidade
Fuso horário-8/-7
Características geográficas
Área964,51 km²
- terra842,24 km²
- água122,27 km²
População (2010[1])1 307 402 hab. (1 552,29 hab/km²)
- metrópole3 095 313
Altitude22 m
Códigos
código FIPS06-66000
Sítio webhttp://www.sandiego.gov
San Diego County California Incorporated and Unincorporated areas San Diego Highlighted.svg
Localização de San Diego no condado de San Diego

Portal Portal Estados Unidos

San Diego é uma cidade dos Estados Unidos localizada no sul do estado da Califórnia, sendo a segunda cidade mais populosa do estado e a oitava mais populosa do país. Localiza-se no condado de San Diego, do qual é sede, situando-se às margens da baía de mesmo nome, no litoral do Oceano Pacífico, distanciando-se 190 quilômetros de Los Angeles. É tida como o berço da Califórnia e é conhecida por seu clima ameno durante a maior parte do ano, por seu porto natural de águas profundas, extensas praias, longa associação com a Marinha dos Estados Unidos e seu centro de desenvolvimento da biotecnologia. Sua população, conforme estimativas de 2012, é de 1 322 553 habitantes. San Diego foi classificada como a 20ª cidade mais segura nos Estados Unidos em 2013, pelo Business Insider.

Montanhas cercam a região leste da cidade, sendo que além das montanhas existem áreas desérticas. A cidade é a sede do condado de San Diego e é o centro econômico da região, bem como a principal cidade da área metropolitana San Diego-Tijuana. Os principais motores econômicos de San Diego são atividades militares e de defesas, relacionado ao turismo, comércio internacional e de fabricação. A presença da Universidade da Califórnia em San Diego (UCSD), com a afiliada UCSD Medical Center, ajudou a tornar a região um centro de pesquisas em biotecnologia.

História

Os habitantes nativos da região onde atualmente está a cidade de San Diego são conhecidos como San Dieguitos ou La Jolla.[2] A área de San Diego foi habitada por mais de 10 mil anos pelos povos Kumeyaay.[3][4] O primeiro europeu a visitar a região foi o explorador português João Rodrigues Cabrilho, navegando sob a bandeira da Coroa de Castela. Cabrilho decretou o lugar como parte do Império Espanhol em 1542 e nomeou-o "San Miguel".[5] Em novembro de 1602, Sebastián Vizcaíno foi enviado para mapear a costa da Califórnia. Chegando à capitania de San Diego. Vizcaíno explorou a região do atual porto da cidade e batizou o lugar de San Diego de Alcalá, em homenagem ao santo católico Diogo de Alcalá. Em 12 de novembro de 1602, o primeiro serviço religioso cristão de registro na Alta Califórnia foi conduzido pelo Frei Antonio de la Ascensión, membro da expedição de Vizcaíno, para celebrar o dia da festa de San Diego.[6]

Em maio de 1769, Gaspar de Portolá estabeleceu o Forte Presidio de San Diego em uma colina próxima ao Rio San Diego. Em julho do mesmo ano, a Missão San Diego de Alcalá foi fundada por frades franciscanos, liderados pelo Padre Junípero Serra. Em 1797, a missão contou com a maior população nativa em Alta Califórnia, com mais de 1.400 neófitos que viviam dentro e ao redor da missão. Tanto o Forte Presídio de San Diego quanto a Missão San Diego de Alcalá são marcos históricos nacionais. San Diego foi fundada com o nome de San Diego de Alcalá em homenagem ao santo homônimo, sendo o primeiro forte e missão espanhola na Alta Califórnia.

Em 1821, o México conquistou sua independência da Espanha, e San Diego tornou-se parte do estado mexicano da Alta Califórnia. O Forte no Presidio Hill foi gradualmente abandonado, enquanto a cidade de San Diego crescia em um nível de terra abaixo do Forte Presidio Hill. A Missão foi secularizada pelo governo mexicano, e a maioria das terras que pertenciam à missão foram distribuídas entre os colonos ricos da região.

Voltou para a soberania dos Estados Unidos em 1846. A ferrovia em 1884 e o estabelecimento da base naval durante a Primeira Guerra Mundial contribuíram para o crescimento da cidade. As principais fontes de renda da cidade são a manufatura e o turismo.

Monumento a Cabrilho em Point Loma.

Os principais pontos turísticos da cidade são as suas praias, o Gaslamp Quarter, o centro histórico da cidade, o Balboa Park, e os mundialmente famosos SeaWorld San Diego e Zoológico de San Diego.

A área onde San Diego atualmente se localiza foi habitada originalmente por nativos da tribo Kumeyaay. O primeiro europeu a visitar a região foi o explorador português João Rodrigues Cabrilho, que conquistou a baía para a Espanha em 1542. O lugar foi batizado como "São Miguel de Cabrilho". Em 12 de novembro de 1602, Dom Sebastián de Viscaíno veio com sua equipe no dia de São Diogo de Alcalá e celebrou a missa em homenagem ao santo. Por coincidência, o barco de Viscaíno era chamado "San Diego". Ele então rebatizou o lugar como "San Diego" (em português: São Diogo) em homenagem ao santo do século XV.

Desde o início do século XX até a década de 1970, a frota de pesca do atum-americano e da indústria de conservas de atum foram baseadas em San Diego, que é tida como "a capital de atum do mundo".[7] A primeira fábrica de conservas foi fundada na cidade em 1911, e por meados dos anos 1930 as fábricas de conservas já empregavam mais de 1.000 trabalhadores. Devido ao aumento dos custos e da concorrência estrangeira, a última das fábricas de conservas fechou no início de 1980.[8] A grande frota de pesca apoiou as fábricas de conservas, em sua maioria formadas por pescadores imigrantes do Japão, e mais tarde da região de Açores, em Portugal, e da Itália, cuja influência ainda é vista em bairros como Little Italy e Point Loma.[9][10] Um dos primeiros censos oficialmente realizado na cidade, em 1950, identificou a população de San Diego como 94,5% de brancos e 4,5% pretos.[11]

O Centro Histórico de San Diego enfrentou certo declínio nas décadas de 1960 e 1970, mas experimentou renovações em sua característica urbana a partir do início de 1980, incluindo a abertura do Horton Plaza, a revitalização do Bairro Gaslamp, a construção do Centro de Convenções de San Diego e do Parque Petco, inaugurado em 2004.[12]