Roar (filme)

Roar
Cartaz promocional do filme.
 Estados Unidos
1981 •  cor •  102 min 
DireçãoNoel Marshall
RoteiroNoel Marshall
ElencoMelanie Griffith
Jerry Marshall
John Marshall
Frank Tom
Kyalo Mativo
GéneroAventura, exploitation
Companhia(s) produtora(s)Filmways Pictures
Constellation Films
Idiomainglês
Página no IMDb (em inglês)

Roar é um filme americano de aventura e exploitation de 1981 escrito e dirigido por Noel Marshall, produzido e estrelado por Marshall e sua então esposa Tippi Hedren, bem como pela filha de Hedren, Melanie Griffith e os filhos de Marshall, John e Jerry. O filme segue uma família que é atacada por uma série de animais selvagens em uma casa isolada.

Roar tornou-se notório por sua conturbada produção de 11 anos, o que resultou em 70 membros de seu elenco e equipe feridos pelos muitos animais selvagens usados no filme, incluindo suas estrelas principais que tiveram lesões, incluindo fraturas ósseas e gangrena. Grande parte da filmagem que capturava as lesões foi incluída no corte final do filme, resultando em sangue real na tela. Foi considerado o filme mais perigoso da história.[1]

O filme foi lançado nos cinemas europeus em 1981, mas foi um fracasso financeiro.[2] Foi lançado nos Estados Unidos pela primeira vez em 17 de abril de 2015.[1][3] Em 1985 Hedren co-escreveu o livro Cats of Shambala sobre sua experiência na filmagem de Roar.

Sinopse

Hank vive contente com os seus animais selvagens: quatro filhotes de tigre, dois elefantes, e 110 felinos, entre eles leões, tigres, leopardos, onças, e guepardos. Um dia sua esposa e três filhos chegam para visitá-lo. O único problema é que ele não está em casa, mas todos os seus animais são. Agora eles terão que aprender a conviver com os animais que os levarão a uma experiência única.