Regiões econômicas da Rússia

A Federação Russa se divide em doze Regiões Econômicas (em russo: экономи́ческие райо́ны, sing. экономи́ческий райо́н; tr.: ekonomicheskiye rayony, sing. ekonomichesky rayon), grupos de unidades da Federação cujas economias têm laços particulares e que compartilham as seguintes características:

  • Objetivos econômicos e sociais comuns e participação conjunta em programas de desenvolvimento;
  • Potencial e condições econômicas relativamente parecidos;
  • Condições climáticas, ecológicas e geológicas similares;
  • Métodos de fiscalização técnica de novas construções similares;
  • Métodos de administração alfandegária semelhantes;
  • Condições de vida da população semelhantes.

Nenhuma unidade da Federação Russa pode pertencer a mais de uma Região Econômica.

As Regiões Econômicas são ainda agrupadas em Zonas e Macrozonas Econômicas. Uma Região Econômica, ou suas partes, pode pertencer a mais de uma Zona ou Macrozona Econômica.

A criação e extinção de Regiões Econômicas ou Zonas e Macrozonas Econômicas, ou qualquer mudança em suas composições, são temas decididos pelo Governo Federal da Rússia.

A divisão do país em Regiões Econômicas é bem diferente da divisão em Distritos Federais. A primeira tem unicamente finalidades econômicas e estatísticas, enquanto que a segunda tem caráter puramente administrativo.