Processo de Sacco e Vanzetti

Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde julho de 2017). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser acadêmico)
Manifestação em Londres contra a execução de Sacco e Vanzetti

Nicola Sacco (Torremaggiore, 22 de abril de 1891Charlestown, 23 de agosto de 1927) e Bartolomeo Vanzetti (Villafalletto, 11 de junho de 1888Charlestown, 23 de agosto de 1927) foram dois anarquistas italianos que foram presos, processados, julgados e condenados nos Estados Unidos na década de 1920, sob a acusação de homicídio de um contador e de um guarda de uma fábrica de sapatos. Sobre sua culpa houve muitas dúvidas já à época dos acontecimentos. No dia 15 de abril de 1920, em Massachusetts, Sorbein, ocorreu um assalto a uma sapataria, seguido por dois homicidios. Os suspeitos principais eram Nicola Sacco e Bartolomeo Vanzetti, que foram inicialmente acusados apenas de porte ilegal de armar, apesar de ser uma pratica comum entre os americanos, e posteriormente do duplo assassinato. O contador e seu segurança estavam com 15 mil na hora do crime, dinheiro esse que foi levado pelos bandidos. Em meio à todos os tiros uma testemunha anotou a placa do carro. Com Sacco e Vanzetti encontraram armas e munições, no entanto, a prova de balística foi confusa, onde não entraram em um concesso se as balas que mataram o contador e seu segurança haviam partido da arma que encontraram com os anarquistas italianos. As testemunhas também eram confusas e contraditórias, o que dificultou ainda mais achar a verdade.

Contexto histórico

O crime ocorreu nos Estados Unidos na época de 1920, em um cenário de pós guerra, onde havia uma batalha interna com a pobreza. Em poucas palavras, estava instalada uma crise politico sócio-econômica no pais. Nesse mesmo período começaram a surgiu inúmeros imigrantes e grupos anarquistas e socialistas, fazendo com que a população local, que já estava insatisfeita, ficasse com mais raiva e medo com o crescimento desses grupos. Vanzetti foi um imigrante que teve uma decepção grande com os EUA, um país que na época estava cercado de problemas sociais e violência, e que por esse motivo, tornou-se um líder anarquista do movimento operário. Sacco também era um imigrante que atuava em ações sindicais revolucionarias anarquistas.

A mídia europeia alegava parcialidade das autoridades pelo fato dos acusados serem imigrantes. Enquanto a imprensa estadunidense dizia que eram grandes bandidos e ressaltava o quanto o anarquismo era prejudicial ao modo de vida norte-americano, em uma tentativa de fazer com que a população ficasse com mais temor e repulsa à qualquer imigrante, aumentando assim a xenofobia. Nessa mesma época também houve o crescimento das mafias italiana, e talvez por esse motivo as pessoas não queriam ser juradas do caso