Ordoviciano
English: Ordovician

Período Ordoviciano
485.4–443.8 milhões de anos atrás
Teor médio de o2 atmosférico durante o períodoca. 13.5 Vol %[1]
(68 % do nível atual)
Teor médio do CO2 atmosférico durante o períodoca. 4200 ppm[2]
(15 vezes o nível pré-industrial)
Temperatura média da superfície durante o períodoca. 16 °C[3]
(2 °C acima do nível atual)
Nível do mar (acima dos dias de hoje)180m; rising to 220m in Caradoc and falling sharply to 140m in end-Ordovician glaciations[4]


Na escala de tempo geológico, o Ordoviciano ou Ordovícico é o período da era Paleozoica do éon Fanerozoico que está compreendido entre 488 a 443 milhões de anos aproximadamente. O período Ordoviciano sucede o período Cambriano e precede o período Siluriano, ambos de sua era. Divide-se nas épocas Ordoviciana Inferior, Ordoviciana Média e Ordoviciana Superior, da mais antiga para a mais recente.

Os limites do Ordoviciano são marcados pela ocorrência de graptozoários planctônicos. As rochas são geralmente os argilitos escuros, orgânico que carregam os restos dos graptólitos e podem ter sulfeto de ferro. Naquele período os terremotos eram frequentes.

Paleogeografia

No período Ordoviciano os Continentes ainda eram desérticos , rebaixados por epirogênese e invadidos por extensos mares rasos; o norte dos trópicos era quase inteiramente oceano, e a maior parte terrestre do mundo foi confinada ao sul, o supercontinente Gondwana. Durante todo o Ordoviciano, Gondwana foi deslocado para o polo sul e muito dele ficou debaixo d'água. Os graptozoários comuns nesse período são ótimos fósseis guias pois delimitam zonas biostratigráficas.

O clima do ordoviciano era mais suave com temperaturas médias e a atmosfera muito úmida.