Moluscos
English: Mollusca

Question book-4.svg
Este artigo cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2012). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Como ler uma infocaixa de taxonomiaMoluscos
Ocorrência: Cambriano - Recente
Octopus macropus - The Coral Kingdom Collection.jpg
Classificação científica
Reino:Animalia
Filo:Mollusca
Linnaeus, 1758
Classes
Caudofoveata

Aplacophora
Polyplacophora
Monoplacophora
Bivalvia
Scaphopoda
Gastropoda
Cephalopoda

Os moluscos (Mollusca, do latim molluscus, mole) constituem um grande filo de animais invertebrados, marinhos, de água doce ou terrestres. O filo Mollusca é o segundo filo com a maior diversidade de espécies, depois dos Artrópodes, (cerca de 93 000 espécies viventes confirmadas[1] e até 200 000 espécies viventes estimadas[2], e 70 000 espécies fósseis[1]) e inclui uma variedade de animais muito familiares, como as ostras, as lulas, os polvos e os caramujos.

Estes animais têm um corpo mole e não-segmentado, muitas vezes dividido em cabeça (com os órgãos dos sentidos), um muscular e um manto que protege uma parte do corpo e que muitas vezes secreta uma concha. A maior parte dos moluscos são aquáticos, mas existem muitas formas terrestres como os caracóis.

Os moluscos são variados e diversos, muitos conhecidos pelas suas conchas decorativas ou como marisco. Variam entre pequenos caracóis, amêijoas, polvos e à lulas[3] (os dois últimos são considerados os invertebrados mais inteligentes).

Também possuem uma grande importância nas cadeias alimentares, sendo detritívoros, consumidores de microrganismos, predadores de grandes presas (peixes, vermes...), herbívoros (alimentando-se assim de algas e outras plantas) e filtradores (como as ostras e os mexilhões).

Possuem um sistema digestivo completo (da boca ao ânus). Os gastrópodes e os cefalópodes apresentam uma estrutura chamada rádula, formada por dentículos quitinosos que raspam o alimento. Os bivalves apresentam um estilete cristalino, responsável por colaborar na digestão ao libertar enzimas digestivas. O sistema circulatório é em geral aberto, com exceção dos cefalópodes, que exigem alta pressão por se locomoverem rapidamente.

Reprodução

Os moluscos têm reprodução sexuada, sendo que a maioria apresenta sexos separados, com exceção de alguns bivalves (ostras) e nudibrânquios (aplisia), que são animais hermafroditas. A fecundação pode ser externa, na qual o macho libera o espermatozoide e a fêmea o óvulo, na água, ou a reprodução interna na qual o espermatozoide é liberado no corpo da fêmea. Após a fecundação há a formação de uma larva livre-natante, mesmo no caso de animais sésseis como as ostras e mexilhões, que passa a integrar o plâncton, até que se fixe definitivamente.