Michael Porter

Michael Porter
Nascimento23 de maio de 1947 (71 anos)
Ann Arbor
CidadaniaEstados Unidos
Alma materUniversidade de Princeton, Harvard Business School, Universidade Harvard
Ocupaçãoeconomista, engenheiro elétrico, engenheiro aeroespacial, engenheiro
PrêmiosPrêmio Creu de Sant Jordi
EmpregadorUniversidade Harvard
Magnum opusCinco forças de Porter

Michael Eugene Porter (Ann Arbor, Michigan, 1947) é um professor da Harvard Business School, com interesse nas áreas de Administração e Economia. É autor de diversos livros sobre estratégias de competitividade,

Estudou na Universidade de Princeton, onde se licenciou em Engenharia Mecânica e Aeroespacial. Obteve um MBA e um doutoramento[1] em Economia empresarial, ambos em Harvard, onde se tornou professor, com apenas 26 anos.

Foi consultor de estratégia de muitas empresas norte-americanas e internacionais e tem um papel activo na política econômica. Do seu trabalho resultaram conceitos como a análise de indústrias em torno de cinco forças competitivas, e das três fontes genéricas de vantagem competitiva: diferenciação, baixo custo e focalização em mercado específico.

Em The Competitive Advantage of Nations (As vantagens competitivas das nações), título obviamente alusivo ao conceito clássico de vantagens comparativas, de David Ricardo, Porter amplia sua análise, aplicando a mesma lógica das corporações às nações, lançando o célebre modelo do diamante. Esta pesquisa permitiu-lhe ser consultor de diversos países, entre os quais Portugal.

Crítica

Para uma visão severamente crítica acerca das teses de Porter, ver o artigo do Professor Omar Aktouf, da École des hautes études commerciales (HEC) de Montreal, Governança e pensamento estratégico: uma crítica a Michael Porter, publicado pela Revista de Administração de Empresas da na verdade ele foi muito criticado FGV-EAESP [2]