Lista de países por Índice de Desenvolvimento Humano

Mapa-múndi indicando o Índice de Desenvolvimento Humano (baseado em dados de 2017, publicados em 2018).[1]
  acima de 0,900
  0,850–0,899
  0,800–0,849
  0,750–0,799
  0,700–0,749
  0,650–0,699
  0,600–0,649
  0,550–0,599
  0,500–0,549
  0,450–0,499
  0,400–0,449
  0,350–0,399
  0,300–0,349
  abaixo de 0,300
  Sem dados
Mapa-múndi representando as quatro categorias do Índice de Desenvolvimento Humano, baseado no relatório publicado em 14 de setembro de 2018, com dados referentes a 2017.[1]
  0,800–1,000 (muito alto)
  0,700–0,799 (alto)
  0,555–0,699 (médio)
  0,350–0,554 (baixo)
  Sem dados
Mapa-múndi mostrando a variação de pontos na escala do IDH do relatório de 2017 para o de 2018.
  + 0,013
  + 0,012
  + 0,011
  + 0,010
  + 0,009
  + 0,008
  + 0,007
  + 0,006
  + 0,005
  + 0,004
  + 0,003
  + 0,002
  + 0,001
  Sem aumento/dimunição
  - 0,001
  - 0,002
  - 0,003
  - 0,004
  - 0,005
  - 0,006
  - 0,007
  - 0,008
  - 0,009
  - 0,010

Esta é uma lista de países ordenada por Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) como incluída no Relatório de Desenvolvimento Humano no ano de 2014 do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), da Organização das Nações Unidas (ONU), compilado com base em dados de 2017 e publicado no dia 14 de setembro de 2018.[1] Cobre 189 Estados-membros das Nações Unidas (dentre os 193), além de Hong Kong (que é região administrativa especial da República Popular da China) e da Autoridade Nacional Palestina (que é um Estado observador da organização). Alguns países-membros da Organização das Nações Unidas não são incluídos devido à falta de dados. Os índices médios dos continentes, regiões e grupos de países são incluídos igualmente para comparação.

Metodologia

O Índice de Desenvolvimento Humano é uma medida comparativa de riqueza, alfabetização, educação, expectativa de vida, natalidade e outros fatores para os diversos países do mundo. É uma maneira padronizada de avaliação e medida do bem-estar de uma população, especialmente bem-estar infantil. É usado para distinguir se o país é desenvolvido, em desenvolvimento ou subdesenvolvido, e para medir igualmente o impacto de políticas econômicas na qualidade de vida. O índice foi desenvolvido em 1990 pelo economista paquistanês Mahbub ul Haq[2] e pelo economista indiano Amartya Sen.[3]