Ivã IV da Rússia

Ivã IV
Grão-Príncipe de Moscou
Reinado3 de dezembro de 1533
a 16 de janeiro de 1547
Antecessor(a)Basílio III
Czar da Rússia
Reinado16 de janeiro de 1547
a 28 de março de 1584
Coroação16 de janeiro de 1547
SucessorTeodoro I
 
EsposasAnastásia Romanovna
Maria Temryukovna
Marta Sobakina
Ana Koltovskaya
Ana Vasilchikova
Maria Nagaya
DescendênciaDemétrio Ivanovich da Rússia
Ivã Ivanovich da Rússia
Teodoro I da Rússia
Demétrio de Uglich
CasaRurique
Nome completo
Ivã Vasilyevich
Nascimento25 de agosto de 1530
 Kolomenskoye, Moscóvia
Morte28 de março de 1584 (53 anos)
 Moscou, Rússia
EnterroCatedral do Arcanjo São Miguel, Moscou, Rússia
PaiBasílio III de Moscou
MãeHelena Glinskaia
ReligiãoIgreja Ortodoxa Russa

Ivã IV (Kolomenskoye, 25 de agosto de 1530Moscou, 28 de março de 1584), apelidado de Ivã, o Terrível, foi o Grão-Príncipe de Moscou de 1533 até a fundação do Czarado da Rússia em 1547, continuando a reinar como seu Czar até sua morte.[1] Era filho do grão-príncipe Basílio III e sua segunda esposa Helena Glinskaia.

Seu longo reinado viu as conquistas do Canato de Cazã, Canato de Astracã e Canato da Sibéria, transformando a Rússia num estado multiétnico e multi-religioso abrangendo quase um bilhão de hectares, cerca de 4.046.856 km² (1.562.500 sq mi).[2] Ivã conquistou o progresso do Estado, transformando uma sociedade medieval num império e emergente potência regional, além de se tornar o primeiro a ser coroado como Czar de todas as Rússias.

Diversas fontes históricas descrevem a personalidade de Ivã como complexa, sendo descrito como inteligente e piedoso, com acessos de raiva e surtos esporádicos de transtornos mentais. Num desses ataques assassinou seu herdeiro ao trono, Ivã Ivanovich. Tal fato transmitiu o czarismo para o filho mais novo de Ivã, Teodoro I, com deficiência mental. Ivã IV deixou um legado multifacetado: foi um hábil diplomata, patrono das artes e comércio, fundador da Moscow Print Yard, líder muito popular entre as pessoas comuns da Rússia, mas também lembrado por sua paranóia e indiscutivelmente por seu tratamento rígido com a nobreza.

Alcunha

A palavra terrível é geralmente mais utilizada para traduzir o apelido de Ivã em russo, Grozny, porém seu uso moderno leva a uma conotação pejorativa de mau ou mal, o que não representa com precisão seu significado pretendido. O significado original de grozny está mais próximo de "inspira terror", "perigoso", "formidável" ou "ameaçador, duro, rigoroso, autoritário". Vladimir Dal define grozny como o uso arcaico específico de um epítecto dos czares: "corajosos, magníficos, magistrais, mantendo os inimigos em medo, mas levando as pessoas com obediência".[3] Outras traduções também foram sugeridas por estudiosos modernos.[4][5][6]