Ideologia econômica


Uma ideologia econômica (português brasileiro) ou ideologia económica (português europeu) distingue-se da teoria econômica ao ser normativa ao invés de apenas explicativa em sua abordagem. Ela expressa uma perspectiva sobre a forma como uma economia deveria funcionar e com qual fim, considerando que o objetivo das teorias econômicas é criar modelos explicativos acurados. No entanto os dois são intimamente inter-relacionados.

Uma boa forma de distinguir se uma ideologia pode ser classificada como uma ideologia econômica é se questionar se ela adota inerentemente um ponto de vista econômico específico e detalhado. Por exemplo, não se pode dizer que o anarquismo é uma ideologia econômica, pois há, dentre outros, o anarcocapitalismo de um lado e o anarcocomunismo de outro, como subcategorias, que podem se encaixar como ideologia econômica.

Além disso, a ideologia econômica é distinta de um sistema econômico que o apoia, tais como uma ideologia capitalista, na medida em que explicar um sistema econômico (economia positiva) é diferente de defendê-lo (economia normativa).[1] A teoria da ideologia econômica explica sua ocorrência, evolução e relação à uma economia[2]

Ver também

Referências

  1. Kurt Klappholz, 1987. "ideology," The New Palgrave: A Dictionary of Economics, v. 2, p. 716.
  2. • Roland Bénabou, 2008. "Ideology," Journal of the European Economic Association, 6(2-3), pp. 321-352 Arquivado em 12 de junho de 2010, no Wayback Machine. (press +).
       • Joseph P. Kalt and 65-104.