Hong Kong
English: Hong Kong

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Hong Kong (desambiguação).
中華人民共和國香港特別行政區 (chinês)
Hong Kong Special Administrative Region of the People's Republic of China (inglês)

Região Administrativa Especial de Hong Kong da República Popular da China
Bandeira de Hong Kong
Emblema Regional
BandeiraEmblema Regional
Hino nacional: Marcha dos Voluntários[1]
Gentílico: hong-konguês; hong-konguesa

Localização de Hong Kong

CapitalDistrito Central e Ocidental[2]
Língua oficialChinês[3] e Inglês
GovernoRegião administrativa especial
 - Chefe do ExecutivoCarrie Lam
 - Secretária-geral da AdministraçãoCarrie Lam
 - Secretário das FinançasStanley Cheng
 - Secretário da JustiçaRimsky Yuen
Estabelecimento 
 - Ocupação britânica25 de janeiro de 1841 
 - Tratado de Nanquim29 de agosto de 1842 
 - Ocupação japonesa25 de dezembro de 194115 de agosto de 1945 
 - Transferência de soberania1 de julho de 1997 
Área 
 - Total1 104 km² (169.º)
 - Água (%)4,6
População 
 - Estimativa para 20187 448 900 hab. (99.º)
 - Censo 20137 184 000[4] hab. 
 - Densidade6 544[5] hab./km² (3.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2013
 - TotalUS$ 381,663 bilhões*[6] 
 - Per capitaUS$ 52 687[6] 
PIB (nominal)Estimativa de 2013
 - TotalUS$ 279,654 bilhões*[6] 
 - Per capitaUS$ 38 605[6] 
IDH (2017)0,933 (7.º) – muito alto[7]
Gini (2012)43,4[8]
MoedaDólar de Hong Kong (HKD)
Fuso horárioHKT (Hong Kong Time) (UTC+8)
Cód. Internet.hk
Cód. telef.+852 (01 de Macau)
Website governamentalwww.gov.hk

Mapa de Hong Kong

Hong Kong [9][10][11][nota 1] (chinês: 香港; romanização do mandarim pinyin: Xiānggǎng, romanização do mandarim Wade-Giles: Hsiang1-kang3, pronunciado: [ɕjáŋkàŋ]; romanização do cantonês jyutping: Hoeng1gong2, romanização do cantonês Yale: Hēunggóng, pronunciado: [hœ̂ːŋkɔ̌ːŋ]; em Hacá: Hiong1-gong3; em inglês: Hong Kong, pronunciado: [hɒŋ ˈkɒŋ]), é uma das duas regiões administrativas especiais (RAE) da República Popular da China (RPC), sendo a outra Macau, situada na costa sul da China e delimitada pelo delta do Rio das Pérolas e pelo Mar da China Meridional.[12]É conhecida por seu horizonte repleto de arranha-céus e por seu profundo porto natural. Com uma área de 1 104 km² e uma população de sete milhões de pessoas, Hong Kong é uma das áreas mais densamente povoadas do mundo.[13] A população da cidade é composta por 95% de pessoas de etnia chinesa e 5% de outros grupos étnicos.[5] A maioria chinesa Han da cidade é originária, principalmente, das cidades de Guangzhou e Taishan, na vizinha província de Guangdong.[14]

Hong Kong tornou-se uma colônia do Império Britânico após a Primeira Guerra do Ópio (1839-1842). Originalmente confinada à Ilha de Hong Kong, as fronteiras da colônia foram estendidas em etapas para a Península de Kowloon em 1860 e, em seguida, para os Novos Territórios, em 1898. Foi ocupada pelo Império do Japão durante a Guerra do Pacífico, após a qual o controle britânico foi retomado até 1997, quando a China reassumiu a soberania da cidade.[15][16] Durante a era colonial, a região adotou a mínima intervenção do governo sob o ethos do não intervencionismo positivo.[17] A era colonial teve grande influência na atual cultura de Hong Kong, muitas vezes descrita como o lugar onde o "Oriente encontra o Ocidente",[18] e no seu sistema educacional, que costumava seguir o sistema do Reino Unido até que reformas foram implementadas em 2009.[19]

Sob o princípio do "um país, dois sistemas", Hong Kong tem um sistema político diferente do da China continental.[20] O judiciário independente de Hong Kong funciona no âmbito da common law.[21][22] A Lei Básica, a constituição da cidade, estipula que Hong Kong deve ter um "alto grau de autonomia" em todas as esferas, exceto nas relações exteriores e na defesa militar.[23] Embora tenha um sistema multipartidário em desenvolvimento, um pequeno círculo do eleitorado controla metade da sua legislatura. O chefe de governo da cidade é selecionado por um Comitê de Seleção/Eleição com 400 a 1200 membros, durante os primeiros 20 anos.[24][25][26][27]

Como um dos principais centros financeiros internacionais, Hong Kong tem uma grande economia de serviço capitalista caracterizada pelo baixo nível de impostos e pelo livre comércio, sendo que a sua moeda, o dólar de Hong Kong, é a oitava mais negociada no mundo.[28] Seu pequeno território e a consequente falta de espaço causaram uma forte demanda por construções mais densas e altas, o que desenvolveu a cidade como um centro para a arquitetura moderna e a tornou uma das mais verticais do planeta. Hong Kong também tem um dos maiores PIB per capita do mundo. O espaço denso também resultou numa rede de transportes altamente desenvolvida, com uma taxa de transporte de passageiros superior a 90%, a maior do mundo. Hong Kong tem várias boas colocações em classificações internacionais de vários temas. Por exemplo, sua liberdade e competitividade econômica e financeira, qualidade de vida, percepção de corrupção e Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) estão todos classificados nas mais altas posições.[29][30][31][32][33][34][35] De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que Hong Kong tenha a segunda maior expectativa de vida do planeta.[36][37]

Etimologia

O nome Hong Kong é originário do seu principal produto de exportação do período colonial. O pau-de-águila, uma madeira resinosa escura e perfumada usada em incenso e perfume, era este produto. A sua presença constante no porto da cidade, fez com que ganhasse o apelido de "porto perfumado" (em cantonês é "trầm hương" - romanização do cantonês; "hēunggóng"). Em um dado momento da história, o apelido do porto transformou-se no nome da cidade.[38]