História de Santa Lúcia

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde abril de 2009). Ajude a este artigo inserindo fontes.

Santa Lúcia é um país situado em uma ilha localizada ao norte da Venezuela e de Trinidad e Tobago, no Mar do Caribe, teve início quando os primeiros habitantes chegaram em balsas, por volta do século III. Depois de muitas disputas entre os conquistadores europeus, o país terminou sob o domínio do Reino Unido, que outorgou-lhe a independência em 1979.

Os primeiros habitantes

Os primeiros povoadores de Santa Lúcia foram os índios taínos, que chegaram por mar provenientes do norte da América do Sul, entre entre os séculos III e século V|V. A partir do século IX, os taínos foram dominados e assimilados por outra etnia da região, os caribes.

A descoberta Europa|européia da ilha de Santa Lúcia é relativamente vaga, e os primeiros europeus devem ter chegado à ilha entre o final do século XV e o princípio do século XVI. Foi provavelmente descoberta por volta de 1500, pelo explorador Espanha|espanhol Juan de la Cosa.

Devido à importância de seu porto em Castries, a ilha foi intensamemente disputada entre os séculos XVI e XVII, trocando de bandeira de posse por 14 vezes entre o governo da França e do Reino Unido, sendo que este último obteve a sua posse definitiva em 1814.