Fronteira de possibilidades de produção

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações (desde novembro de 2008). Ajude a este artigo inserindo fontes.
Curva da fronteira de possibilidade de produção ilustrada por peixe nas abscisas e ananás nas ordenadas. O ponto "D" indica capacidade de produção ociosa. A situação em "C" só possui meta alcançável se a a fronteira de produção de deslocar para mais. "A" e "B" indicam a condição de pleno emprego, onde em "A" a produção de ananás é privilegiada a custo de oportunidade da produção de peixes e vice-versa.

Em economia, a fronteira de possibilidades de produção (FPP), também designada por curva de possibilidade de produção (CPP), ilustra graficamente a escassez dos fatores de produção e cria um limite para a capacidade produtiva de uma empresa, país ou sociedade.

Assim na função supõe-se a produção de apenas dois bens, sabendo que os restantes fatores de produção já são dados.

A Função FPP tem a forma de curva e, ao longo desta, é possível estabelecer diferentes pontos máximos de eficiência produtiva e respectivos trade-offs resultantes do aumento/diminuição da produção de um dos bens expostos.

Qualquer ponto no seu interior representa ineficiência produtiva, pois não se produz na máxima eficiência possível, estabelecida pela fronteira. Qualquer ponto no seu exterior é impossível como prova a lógica.

Teoria

A curva representa todas as possibilidades de produção que podem ser atingidas com os recursos e tecnologias existentes no mundo.

Em economias de mercado, descentralizadas, a escolha sobre as alternativas de produção fica a cargo do mercado. enquanto em economias planificadas, centralizadas, o deslocamento da CPP é feito conforme decisão de quem a controla.

Devido a limitação de recursos, a produção total, de um país por exemplo, tem um limite máximo, uma produção potencial, que é representada por um ponto sobre a curva.

Quando um ponto está dentro da curva a economia está operando com capacidade ociosa ou desemprego de recursos (fatores de produção subutilizados). Quando o ponto está fora da curva há uma situação impossível de utilização de mais recursos do que os disponíveis. Esse ponto somente será atingido com um aumento na CPP, que representará um acréscimo de fatores de produção, representando o desenvolvimento de uma sociedade.