Ford Motor Company

Disambig grey.svg Nota: Ford redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Ford (desambiguação).
Ford Motor Company
Ford Motor Company Logo.svg
FordGlassHouse.jpg
Sede da empresa em Dearborn, Michigan
Empresa de capital aberto
SloganGo Further (Vá mais longe)
CotaçãoF
IndústriaIndústria automobilística
GêneroIncorporation
Fundação16 de junho de 1903 (115 anos)
Fundador(es)Henry Ford
SedeEstados Unidos Dearborn, Michigan, Estados Unidos
PresidenteJim Hackett
Pessoas-chaveWilliam C. Ford Jr.
Jim Hackett
ProdutosAutomóveis
Caminhões
Utilitários
DivisõesFord Performance Vehicles
SubsidiáriasTroller
Lincoln
Website oficialwww.ford.com

Ford Motor Company (geralmente referida simplesmente como Ford) é uma fabricante de automóveis multinacional estadunidense sediada em Dearborn, Michigan, um subúrbio de Detroit. Foi fundada por Henry Ford e incorporada em 16 de junho de 1903. A companhia vende carros e veículos comerciais sob a marca de Ford e a maioria de seus carros de luxo sob a marca Lincoln. Ford também possui o fabricante brasileiro de SUV, Troller, e o fabricante de carros australiano FPV. No passado, também produziu tratores e componentes automotivos. A Ford detém uma participação de 2,1% na Mazda do Japão, uma participação de 8% na Aston Martin do Reino Unido e uma participação de 49% na Jiangling da China. Também tem uma série de joint-ventures, sendo uma na China (Changan Ford), Taiwan (Ford Lio Ho), Tailândia (AutoAlliance Tailândia), Turquia (Ford Otosan) e Rússia (Ford Sollers). É listada na Bolsa de Valores de Nova York e é controlado pela família Ford, embora eles tenham propriedade minoritária (mas a maioria do poder de voto).[1]

A Ford introduziu métodos para a fabricação em grande escala de carros e gestão em larga escala através de uma força de trabalho industrial que usa linhas de montagem em movimento; em 1914 esses métodos eram conhecidos em todo o mundo como fordismo. As antigas subsidiárias britânicas da Ford, a Jaguar e a Land Rover, adquiridas em 1989 e 2000, respectivamente, foram vendidas à Tata Motors em março de 2008. A Ford foi proprietária da montadora sueca Volvo de 1999 a 2010.[2] Em 2011, a Ford descontinuou a marca Mercury, sob a qual tinha comercializado carros de luxo nos Estados Unidos, Canadá, México e Oriente Médio desde 1938.

Durante a crise financeira no início do século XXI, a empresa chegou perto de falência, mas desde então voltou a ter rentabilidade. A Ford é a segunda maior fabricante de automóveis norte-americana (precedida pela General Motors) e a quinta maior do mundo com base nas vendas de veículos em 2010.[3] No final de 2010, a Ford era a quinta maior fabricante de automóveis na Europa.[4] A Ford é a oitava empresa estadunidense na lista Fortune 500, com base nas receitas globais em 2009 de 118,3 bilhões de dólares.[5] Em 2008, a Ford produziu 5.532 milhões de automóveis[6] e empregou cerca de 213.000 funcionários em cerca de 90 fábricas e instalações em todo o mundo.

História

Henry Ford (ca. 1919)

A primeira companhia fundada por Henry Ford levava seu nome Henry Ford Company, em 3 de Novembro de 1901. Em 11 de Agosto do ano seguinte ela se tornou a Cadillac Motor Company, logo depois Henry Ford deixa a companhia e carrega os direitos de seu nome. A Ford Motor Company foi fundada em 1903 com um investimento de 28 mil dólares de 12 investidores, dentre eles os irmãos John Dodge e Horace Dodge (que futuramente sairiam da Ford e fundariam a Dodge). Durante os primeiros anos, a companhia produzia apenas alguns carros por dia em sua fábrica na Mack Avenue em Detroit, Michigan. Grupos de dois ou três homens trabalhavam em cada carro, fazendo a montagem com partes que em sua maioria eram produzidas por fornecedores contratados pela Ford. Na década seguinte a companhia passou a liderar o mundo com a expansão e refinamento com o seu conceito na área de linha de montagem. Ford trouxe a grande parte da produção das peças para dentro da fábrica em uma integração vertical que se mostrou um caminho muito melhor naquela era.[7]

Em 1908, H. Ford introduz o primeiro motor com cabeça de cilindro removível no Modelo T. Após o primeiro carro moderno ter sido criado em 1886 pelo alemão Karl Benz (Benz Patent-Motorwagen), métodos de produção mais eficientes eram necessários para tornar o automóvel mais acessível para a classe média. Com o isso, em 1913 Henry Ford desenvolveu a primeira linha de montagem móvel, decaindo os preços na produção. Tão eficiente que a ideologia de produção de Ford é usado até hoje, 100 anos depois e sendo administrado pela família durante todo esse tempo. Henry Ford tinha 39 anos quando fundou a Ford Motor Company, que logo se tornou a maior e mais lucrativa companhia do mundo, além de sobreviver a grande depressão de 1929.[7]

Um Ford Model T, fotografado em Salt Lake City em 1910

Já na década de 30, Ford apresenta o Modelo A, o primeiro carro com o vidro para-brisa temperado para maior segurança. Lança o primeiro motor V8 de baixo custo em 1932. Mais de 20 anos depois, em 1956, a fábrica passa a oferecer o primeiro pacote de segurança automotiva que incluía inovações como volante com regulagem de profundidade, grade frontal, os primeiros cintos-de-seguranças dos bancos traseiros e um painel de instrumentos opcional. Além das travas de seguranças para crianças na porta em 1957 e nesse mesmo ano a primeira capota rígida retrátil e um carro de seis lugares produzido em massa. O Ford Mustang é introduzido na linha produção em 1964 e no ano seguinte a inovadora luz-de-aviso do cinto de segurança.[7]

Nos anos 80, vários veículos de sucesso são apresentados pela Ford ao redor do mundo. Com isso a Ford surge com o seu primeiro grande slogan "Have you driven a Ford, lately" (Você tem dirigido um Ford, ultimamente?) com a intenção de trazer novos consumidores para a marca e fazer com que seus veículos parecessem mais modernos. Respectivamente em 1990 e 1994, a Ford compra a Jaguar Cars e a Aston martin. Nos meados do anos 90, a companhia continua a vender uma grande quantidade de veículos, em uma economia americana estável e com baixo preço de combustível. Com a chegada do novo milênio, os gastos com planos de saúde, aumento do preço de combustível e a economia se desfazendo em um mercado em quedas, ocasionou o declínio das vendas e a redução da margem de lucros. A maior parte do lucro da empresa hoje vem do crédito de financiamento fornecido pela Ford Motor Credit Company.[7]

Ford Século XXI

A Ford nos últimos anos vem passando por uma reformulação com vistas a redução de folha de pagamento e custos de produção. Vendeu algumas marcas do seu acervo, tais como a Aston Martin, Land Rover, Jaguar e Volvo.[7]

O conceito de carro global atualmente é uma coisa necessária em função de redução de custos de produção e ciente disso a Ford já elegeu seu carro chefe dessa nova fase: O Ford Fiesta. Carro elaborado com base no conceito Verve é o novo projeto global da marca, a Ford disse recentemente em nota oficial de que o novo Ford Fiesta é o Ford T do século XXI.

Esse lançamento vem com certeza firmar a boa participação da Ford no velho continente. No ano de 2008 a Ford lidera as vendas de automóveis por lá vendendo até agosto mais de um milhão de automóveis. Com relação ao seu principal mercado, os Estados Unidos, a Ford coloca o Fiesta europeu neste mercado, porém fabricado no México.