Escola de Administração de Empresas de São Paulo

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012). Por favor, referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde janeiro de 2010)
Por favor, este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

A Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-EAESP), mantida pela Fundação Getulio Vargas, oferece os principais cursos de graduação em Administração de Empresas e Administração Pública do país, além de cursos de especialização (CEAG, CEAHS, MBM e OneMBA), de Mestrado Acadêmico em Administração de Empresas (CMAE) e Administração Pública e Governo (CMAPG), de Mestrado Profissional em Administração de Empresas (MPA), Gestão Internacional (MPGI) e Gestão e Políticas Públicas (MPGPP) e de Doutorado em Administração de Empresas (CDAE) e Administração Pública e Governo (CDAPG).

História

A Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV EAESP) foi criada no ano de 1954 com o apoio de docentes da Michigan State University, sendo a primeira instituição fora da América do Norte a apresentar o curso de administração. Esta parceria foi fruto de acordos entre o governo brasileiro e o norte-americano. Prevista para durar quatro anos, foi renovada duas vezes, estendendo-se por 12 anos.

A Michigan State University foi responsável pelos docentes que vieram formar a escola, sendo nos primeiros anos os responsáveis pelo conhecimento aqui disseminado. Uma forma de agradecimento a estes docentes é a placa que se encontra no térreo do prédio da Avenida Nove de Julho, com o nome de todos eles. Além disso, a biblioteca foi batizada de Biblioteca Karl A. Boedecker como homenagem a um dos professores desta época.

A ajuda do governo norte-americano à escola incipiente foi também financeira. A escola, como forma de gratidão, colocou no saguão do prédio sede em São Paulo um busto do presidente John F. Kennedy, então presidente dos EUA e responsável pela contribuição.

Desde então a escola vem se moldando ao mercado e se transformando para se adequar cada vez mais às necessidades dele, dando uma formação completa ao administrador.

A FGV EAESP obtém a acreditação internacional da AACSB (The Association to Advance Collegiate School of Business), Equis da EFMD (European Foundation of Management Development) e AMBA (Association of MBAs). Vale ressaltar que se trata de um caso ímpar esta tripla creditação, sendo somente experimentado por poucas outras faculdades no mundo, além de uma exceção na América Latina.

Alunos célebres
Abílio Diniz, presidente do Conselho de Administração do Grupo Pão de Açúcar.
Eduardo Suplicy, Senador por São Paulo
Fabio Barbosa, ex-presidente do Santander Brasil e atual presidente do Grupo Abril
Benjamin Steinbruch, sócio majoritário e presidente da CSN
João Paulo Diniz