Equador
English: Ecuador

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o país. Para a linha imaginária, veja Linha do Equador. Para outros significados, veja Equador (desambiguação).
República del Ecuador
República do Equador
Bandeira do Equador
Brasão de armas do Equador
BandeiraBrasão de armas
Lema: Dios, Patria y Libertad
("Deus, Pátria e Liberdade")
Hino nacional: Salve, Oh Patria
Gentílico: equatoriano

Localização Equador

CapitalQuito
Cidade mais populosaQuito
Língua oficialEspanhol
GovernoRepública presidencialista
 - PresidenteLenín Moreno
 - Vice-presidenteOtto Sonnenholzner
 - Presidente da Assembleia NacionalJosé Serrano
Independênciada Espanha 
 - Declarada24 de maio de 1822 
 - Anexação à Grã-Colômbia25 de junho de 1824 
 - Dissolução da Grã-Colômbia13 de maio de 1830 
Área 
 - Total256 370 km² (71.º)
 - Água (%)8,8
 FronteiraPeru e Colômbia
População 
 - Estimativa para 201616 385 068[1] hab. (65.º)
 - Densidade53,8 hab./km² (147.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 181,950 bilhões*[2] 
 - Per capitaUS$ 11 352[2] 
PIB (nominal)Estimativa de 2014
 - TotalUS$ 100,485 bilhões*[2] 
 - Per capitaUS$ 6 269[2] 
IDH (2017)0,752 (86.º) – alto[3]
Gini (2009)49[4]
MoedaDólar americano (USD)
Fuso horário(UTC−5 e −6)
Cód. ISOECU
Cód. Internet.ec
Cód. telef.+593
Website governamentalhttp://www.presidencia.gob.ec/

Mapa Equador

Equador (pronunciado em português europeu[ekwɐˈdoɾ, ikwɐˈdoɾ]; pronunciado em português brasileiro[ekwaˈdoʁ]; em castelhano: Ecuador, pronunciado: [ekwaˈðor]), oficialmente República do Equador (em castelhano: República del Ecuador), é uma república democrática representativa localizada na América do Sul limitada a norte pela Colômbia, a leste e sul pelo Peru e a oeste pelo oceano Pacífico. É um dos dois países da região que não têm fronteiras comuns com o Brasil, além do Chile. Além do território continental, o Equador possui também as ilhas Galápagos, a cerca de 1 000 km do território continental, sendo o país mais próximo daquelas ilhas. Seu território de 256 370 km² é cortado ao meio pela imaginária linha do Equador.

A principal língua falada no país é o espanhol (94% da população). Entre os idiomas oficiais em comunidades nativas estão o quíchua, o shuar e onze outros idiomas. A sua capital é a cidade de São Francisco de Quito, mas comumente conhecida como Quito, que foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1970, por ter o centro histórico mais bem preservado e menos alterado da América Latina.[5] A maior cidade equatoriana, no entanto, é Guayaquil. O centro histórico de Cuenca, a terceira maior cidade do país,[6] foi declarado Patrimônio Mundial em 1999, como um exemplo notável de uma cidade planejada, de estilo espanhol colonial, no interior da América.[7]

O país é o lar de uma grande variedade de espécies endêmicas, muitas delas nas ilhas Galápagos. Esta diversidade de espécies faz do Equador um dos dezessete países megadiversos do mundo,[8] sendo considerado o país de maior biodiversidade do mundo por unidade de área.[9] A nova constituição de 2008 é a primeira no mundo a reconhecer legalmente os direitos da natureza, ou dos ecossistemas.[10]

O Equador é uma república presidencial. Tornou-se independente em 1830, depois de ter feito parte do império colonial espanhol e, por um tempo muito mais curto, da República da Grã-Colômbia. O país tem renda média, com um índice de desenvolvimento humano (IDH) de 0,724 (2012), pontuação considerada elevada pelas Nações Unidas.[3]

Etimologia

A atribuição do nome Equador ocorreu entre 1830 e 1832, quando o país se separou da Grã-Colômbia, em espanhol Gran Colombia. Vem do substantivo comum "equador" (ecuador), um dos círculos máximos da Terra, que atravessa o país em toda a sua extensão. O substantivo comum equador, em latim aequator, "verificador, aferidor", é em latim medieval "o que iguala, aquele que nivela", em expressões como (circulus) aequator diei et noctis, (círculo), igualador do dia e da noite, derivado do latim aequare "igualar", de aequus, "igual".[11]