Dublin
English: Dublin

Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Dublin (desambiguação).
Dublin
Baile Átha Cliath
Flag of Dublin.pngDublin city coa.png
Lema: Obedientia Civium Urbis Felicitas
Em latim: "Feliz a cidade onde os cidadãos obedecem"
Dublin lead image.jpg
ProvínciaLeinster
CondadoCondado de Dublin
PrefeitoOisín Quinn Partido Trabalhista (Irlanda)
Área114,99 km²
População553 165[1] hab.
Densidade4 568 hab/km²
Altitude20 metros
Websitewww.dublincity.ie
Localização de Dublin na Irlanda
Localização de Dublin na Irlanda
53° 20' 49" N 06° 15' 33" O
Cidade da República da Irlanda Flag of Ireland.svg

Dublin[2][3] ou, em língua portuguesa, Dublim [4][5][6][7][8][9][10] [excesso de citações] (em inglês Dublin [ˈdʌblən], localmente: [ˈdʊbᵊlən]; em irlandês Baile Átha Cliath [blʲa:ˈklʲiəh], ou Áth Cliath [aː klʲiə]) é a capital e maior cidade da Irlanda.[7][11] O nome em inglês deriva da palavra irlandesa "Dubhlinn" (ocasionalmente também grafada Duibhlinn ou Dubh Linn), que significa "Lago Negro". Localiza-se na província de Leinster próxima ao ponto mediano da costa leste da Irlanda, sendo cortada pelo Rio Liffey e o centro da região de Dublin. Desde 1898 possui nível administrativo de condado (county-boroughs). Seus limites são os condados de Fingal a norte, Dublin meridional a sudoeste e Dun Laoghaire-Rathdown a sudeste. Tem uma população de 527.612 habitantes na cidade, e sua área metropolitana tem 1.809.156 habitantes.

Fundada como um assentamento viquingue, foi o centro do Reino de Dublin e se tornou a principal cidade da Ilha após a invasão dos Normandos. A cidade cresceu de maneira rápida durante o século XVII; se tornou na época a segunda maior cidade do Império Britânico e a quinta maior da Europa. Dublin entrou em um período de estagnização após o Ato de União de 1800, mas continuou o centro econômico da Ilha. Após a Partição da Irlanda em 1922, virou a capital do Estado Livre Irlandês, e mais tarde, da República da Irlanda.

Dublin é reconhecida como uma cidade global, com um ranking "Alpha-", colocando a cidade entre as 30 mais globalizadas do mundo.[12] Atualmente é o principal centro histórico, cultural, econômico, industrial e educacional da Irlanda.

Etimologia

O topônimo Dublin provém da palavra irlandesa "Dubhlinn" (ocasionalmente Duibhlinn ou Dubh Linn), por sua vez proveniente das palavras em gaélica Duibh Linnia, literalmente piscina negra, em referência a uma piscina formada na confluência do Liffey e do Podle na região do atual Castelo de Dublin (Dublin Castle). [13] Todavia, existe certa controvérsia sobre isto, e no gaélico mais moderno também é conhecida como ''A cidade da piscina natural da cerca de juncos''. Os primeiros registros de Dublin datam do ano 140 d.C., que se referem à cidade como Eblana. Esse nome é bem próximo de Dublin (compartilham as letras b, l e n), mas não há certeza sobre a influência do nome Eblana sobre o atual, e é bem possível que a cidade já tenha tido simultaneamente dois nomes diferentes, o que ratifica o caráter pluri-cultural da cidade.

Em português, o nome é escrito Dublim, em consonância com as regras ortográficas da língua portuguesa.[14] Dublim é a forma recomendada, por exemplo, pelo Vocabulário Onomástico da Língua Portuguesa da Academia Brasileira de Letras, pelo Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa do Instituto Internacional da Língua Portuguesa, bem como pelo Vocabulário Português de Rebelo Gonçalves; é, também, a forma constante da definição de dublinense em dicionários como o Dicionário Michaelis[5] e a versão original do Dicionário de Caldas Aulete. Contudo, raramente o topónimo é pronunciado de acordo com as regras fonológicas do português (pronúncia em português: /du'blĩ/), pronúncia mais próxima do pronunciado localmente, optando-se quase sempre pela pronúncia aproximada da inglesa (pronúncia em português: /'dɐblin/).