Corboxissomos
English: Carboxysome

  • os carboxisomas são organelos bacterianos limitados por uma cobertura proteica. À esquerda uma imagem de microscópio electrónico de carboxissomos, e à direita um modelo da sua estrutura.

    os carboxissomos são microcompartimentos bacterianos que contêm enzimas implicados na fixação do carbono.[1] são constituídos por uma cobertura proteínica poliédrica de aproximadamente 80 a 140 nanómetros de diâmetro. pensa-se que estes compartimentos concentram co2 para superar a ineficiência da rubisco (a enzima limitante da actividade do ciclo de calvin, que é o principal na fixação do carbono, e funciona melhor com concentrações altas de co2). estes organelos encontram-se em todas as cianobactérias e em muitas bactérias quimiotróficas que fixam dióxido de carbono.[2] em concreto, encontramos carboxissomas em todas as cianobactérias, algumas bactérias nitrificantes e tiobacilos.[2]

    os carboxissomos são um exemplo dum amplo grupo de microcompartimentos proteínicos com diferentes funções, mas com estruturas similares baseadas na homologia das duas famílias de proteínas das cuberturas proteicas.[3]

    referências

  • ligações externas

Os carboxisomas são organelos bacterianos limitados por uma cobertura proteica. À esquerda uma imagem de microscópio electrónico de carboxissomos, e à direita um modelo da sua estrutura.

Os carboxissomos são microcompartimentos bacterianos que contêm enzimas implicados na fixação do carbono.[1] São constituídos por uma cobertura proteínica poliédrica de aproximadamente 80 a 140 nanómetros de diâmetro. Pensa-se que estes compartimentos concentram CO2 para superar a ineficiência da RuBisCo (a enzima limitante da actividade do ciclo de Calvin, que é o principal na fixação do carbono, e funciona melhor com concentrações altas de CO2). Estes organelos encontram-se em todas as cianobactérias e em muitas bactérias quimiotróficas que fixam dióxido de carbono.[2] Em concreto, encontramos carboxissomas em todas as cianobactérias, algumas bactérias nitrificantes e tiobacilos.[2]

Os carboxissomos são um exemplo dum amplo grupo de microcompartimentos proteínicos com diferentes funções, mas com estruturas similares baseadas na homologia das duas famílias de proteínas das cuberturas proteicas.[3]

Referências

  1. Badger MR, Price GD (Fevereiro de 2003). «CO2 concentrating mechanisms in cyanobacteria: molecular components, their diversity and evolution». J. Exp. Bot. 54 (383): 609–22. 12554704. original em 29 de maio de 2012 
  2. a b Yeates TO, Kerfeld CA, Heinhorst S, Cannon GC, Shively JM (Agosto de 2008). «Protein-based organelles in bacteria: carboxysomes and related microcompartments». Nat. Rev. Microbiol. 6 (9): 681–691. 18679172. 10.1038/nrmicro1913 
  3. Cannon GC, Bradburne CE, Aldrich HC, Baker SH, Heinhorst S, Shively JM (2001). «Microcompartments in prokaryotes: carboxysomes and related polyhedra». Appl. Environ. Microbiol. 67 (12): 5351–61. 93316Acessível livremente. 11722879. 10.1128/AEM.67.12.5351-5361.2001