Ciências naturais

Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde fevereiro de 2017)
Por favor, este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

As ciências naturais constituem numa classificação que abarca as áreas da ciência que visam a estudar a natureza em seus aspectos mais gerais e fundamentais, isso é, o universo como um todo, que é entendido como regulado por regras ou leis de origem natural e com validade universal, fazendo-o de forma a focar-se nos aspectos físicos e não no homem ou em aspectos comportamentais.

Além do uso tradicional, a expressão ciências naturais é por vezes usada no dia-a-dia como sinônimo história natural. Neste sentido, "ciência natural" pode estar subentendendo biologia e talvez alguma das Ciências da Terra, em oposição às então ditas ciências físicas, como astronomia, física e química.

História

Em tempos antigos e medievais, o estudo objetivo da natureza era conhecido como filosofia natural. No final dos tempos medievais e início dos tempos modernos, a interpretação filosófica da natureza foi sendo gradualmente substituída por uma aproximação mais científica usando o método indutivo. Os trabalhos de Ibn al-Haytham e Sir Francis Bacon popularizaram esse modo de aproximação, e assim ajudando a forjar a revolução científica.

No século XIX o estudo a ciência recebeu uma atenção maior dos profissionais e instituições, e ao fazê-lo gradualmente surgiu o nome mais moderno de ciência natural. O termo cientista foi criado por William Whewell em 1834