Bahamas
English: The Bahamas

Commonwealth of The Bahamas
Comunidade das Bahamas
Bandeira das Bahamas
Brasão das Bahamas
BandeiraBrasão
Lema: Forward Upward Onward Together
("Para a frente, para cima, em frente, juntos")
Hino nacional: March On, Bahamaland
("Marche, terra das Bahamas")

Hino real: God Save the Queen
("Deus salve a rainha")
Gentílico: bahamense / baamense,
ou bahamiano / baamiano,
bahamês / baamês[1]

Localização das Bahamas

Capital25° 4' 00" N 77° 20' 00" O
Cidade mais populosaNassau
Língua oficialInglês
GovernoMonarquia constitucional
 - MonarcaIsabel II
 - Governador-geralCornelius A. Smith
 - Primeiro-ministroHubert Minnis
Independênciado Reino Unido 
 - Data10 de Julho de 1973 
Área 
 - Total13 878 km² (160.º)
 - Água (%)28%
População 
 - Estimativa para 2017401 060 hab. (177.º)
 - Censo 1990254 685 hab. 
 - Densidade23,27 hab./km² (181.º)
PIB (base PPC)Estimativa de 2005
 - TotalUS$ 10,785 bilhões (português brasileiro) ou mil milhões (português europeu USD[2] (145.º)
 - Per capitaUS$ 30 958 (34.º)
IDH (2017)0,807 (54.º) – muito alto[3]
MoedaDólar bahamense (BSD)
Fuso horárioEST (UTC−5)
 - Verão (DST)EDT
Org. internacionaisComunidade do Caribe
Cód. ISOBHS
Cód. Internet.bs
Cód. telef.+1-242

Mapa das Bahamas

As Bahamas[4][5][6] (pronunciado em inglês[bəˈhɑːməz] (Sobre este somescutar )) ou Baamas[1][7][8][9] (pronunciado em português europeu[bɐˈɐmɐʃ]; pronunciado em português brasileiro[baˈ(h)ɐmɐs]), oficialmente Comunidade das Bahamas[5] (em inglês: Commonwealth of The Bahamas), são um país insular membro da comunidade do Caribe constituído por mais de 700 ilhas, cayos e ilhéus no oceano Atlântico, a norte de Cuba e da ilha Espanhola (ou "Hispaniola"), na qual se situam Haiti e República Dominicana, a noroeste do território ultramarino britânico das ilhas Turcas e Caicos e a sudeste do estado americano da Flórida. Sua capital é Nassau, na ilha de Nova Providência. Geograficamente, as Bahamas situam-se no mesmo arquipélago que Cuba, Espanhola e as ilhas Turcas e Caicos. A moeda do país é o dólar bahamense - equiparado (à razão de 1 para 1) com o dólar dos EUA.[10]

Hotelaria nas Bahamas
Praia em Nassau, Bahamas.

Originalmente habitadas pelos lucaianos, um ramo dos tainos, falantes do aruaque, as Bahamas foram o local do primeiro desembarque de Cristóvão Colombo no Novo Mundo em 1492. Apesar de os espanhóis não colonizaram muitas das ilhas, eles transportaram os lucaianos como escravos para a ilha Espanhola quase matando toda a população nativa nas Bahamas. As ilhas permaneceram quase despovoadas entre 1513 e 1648, quando colonos britânicos das ilhas Bermudas se estabeleceram na ilha de Eleutéria.

As Bahamas tornaram-se uma colónia da coroa em 1718, quando os britânicos apertaram o cerco à pirataria. Depois da Guerra da Independência dos Estados Unidos, milhares de lealistas (apoiantes da monarquia britânica) e escravos africanos deslocaram-se para as Bahamas e implantaram uma economia com base em plantações. O tráfico de escravos foi abolido no Império Britânico em 1807 e muitos africanos libertados de navios negreiros pela Marinha Real foram colocados nas Baamas durante o século XIX. A escravatura em si foi abolida em 1834. Os descendentes destes escravos constituem a maioria da população baamiana atual.

As Bahamas são um dos países mais ricos da América (a seguir aos Estados Unidos e ao Canadá), quanto a número de PIB per capita. Localizadas a aproximadamente 160 km da costa da Flórida, com um ótimo clima — com média de pouco mais de 58 °C — e com um mar cristalino de águas azuis turquesa e praias de areia branca perolada, as ilhas das Bahamas são um dos principais destinos turísticos mundiais.

Etimologia do nome

O nome Bahamas é derivado do espanhol baja mar ("águas rasas ou mar").[carece de fontes?]