Ascomycota
English: Ascomycota

Como ler uma infocaixa de taxonomiaAscomycota
Trichophyton rubrum
Trichophyton rubrum
Classificação científica
Domínio:Eukaryota
Reino:Fungi
Sub-reino:Dikarya
Filo:Ascomycota
Subfilos e Classes
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
CommonsImagens e media no Commons
WikispeciesDiretório no Wikispecies

Os ascomicetos são fungos do filo Ascomycota (grc. άσκός= tubo; μύκης= fungo) que produzem seus esporos (ascósporos) em esporângios específicos chamados ascos. É um grupo monofilético de cerca de 32.300 espécies, ao qual pertencem inclusive a maioria das formas anamórficas, leveduras e formas liquenizadas. Este grupo engloba também a maioria dos fungos patogênicos para as plantas.

Na maioria das espécies, os ascos estão contidos numa estrutura chamada de ascoma. Cada asco produz oito ascósporos (ou um múltiplo de 8), que resultam de uma meiose seguida de uma mitose, embora ascos com quatro esporos sejam característicos de algumas espécies.

A maioria dos ascomicetos possui sistema somático filamentoso, ou seja, são constituídos por hifas, formadas por filamentos longos e ramificados que, em conjunto com outras hifas formam o micélio. As hifas são tipicamente constituídas por uma parede tubular contendo quitina e β-Glicanos e são dividas por septos regulares, dotados de poros simples. Septos sem poros podem ser formados na base de estruturas reprodutivas, para isolar porções velhas do micélio ou partes lesionadas, para evitar de perda de citoplasma no caso de haver algum dano ou ruptura da membrana celular. Muitas das células são perfuradas centralmente, o que permite que o citoplasma e os núcleos circulem pelas hifas, embora a maioria das células possua um único núcleo[1].

Espécies

Em Ascomycota, ocorrem grupos microscópicos, como são os casos das leveduras e dos estados anamórficos (também conhecidos como fungos filamentosos), macroscópicos, e formas liquenizadas[2]. De acordo com Hawksworth, em 1983[3], ocorreriam 2.720 gêneros e 28.650 espécies de fungos no Filo Ascomycota, número este que foi aumentado para 32.267 espécies em 1995, incluindo os fungos liquenizados [4]. No Brasil, não é possível listar-se o número total de Ascomycota, mas em relação a liquens e fungos liquenizados, Marcelli (2005)[5] listou aproximadamente 2.300 espécies, número este que atualmente foi ampliado para 2.851 espécies link 1; e, em link 2).

Fungo liquenizado com talo fruticoso do gênero Usnea.