Ano
English: Year

Medidas
Tempo
Segundo | Minuto | Hora | Dia | Semana | Quinzena | Mês | Bimestre | Trimestre | Quadrimestre | Ano | Biênio | Triênio | Quadriênio | Quinquênio | Década | Século | Milênio
Comprimento
Yoctômetro | Zeptômetro | Attômetro | Femtômetro | Picômetro | Nanômetro | Micrômetro | Milímetro | Centímetro | Decímetro | Metro | Decâmetro | Hectômetro | Quilômetro | Megametro | Gigametro | Terametro | Petametro | Exametro | Zettametro | Yottametro

Outras:
Ångström

Massa
Grama | Decigrama | Centigrama | Quilograma | Megagrama | Gigagrama | Teragrama | Petagrama | Exagrama


Um ano corresponde ao intervalo aproximado de tempo que a Terra demora para completar uma volta em torno do Sol.[1]

Os anos têm uma duração de 365 dias, 5 horas, 48 minutos e 48 segundos aproximadamente. Mas como não pode haver todos os anos um 366º dia com as cerca de 6 horas que sobram, no calendário gregoriano realiza-se, a cada quatro anos, um ajuste no calendário e adiciona-se mais um dia ao ano, sendo que este ano se denomina bissexto.[1]

Existem outras correcções menores, que dão lugar a excepções à regra anterior. A regra concreta é que um ano é bissexto se é múltiplo de 4 (ex: 2008). A 1ª excepção é que se for múltiplo de 4 mas também de 100 deixa de ser bissexto (ex: 2100). E a 2ª excepção é que se for múltiplo de 4, de 100 e também de 400, então é bissexto (ex: 2000). Por exemplo 1914 não foi bissexto e 2114 também não será pois não são múltiplos de 4, mas 2004 foi ano bissexto pois é múltiplo de 4.[2]

Também se usa o termo para designar o período orbital (também designado período de translação) de qualquer planeta.[3]

Existem outros tipos de ano, como o tropical e o sideral.[4]

O presente ano do calendário gregoriano é 2019.[5]

História

A Data Juliana foi inventada pelo estudioso francês José Justo Escalígero (1540-1609) e provavelmente recebeu este nome devido ao pai de Escalígero, o estudioso italiano Júlio César Escalígero (1484-1558). Os astrônomos têm utilizado a Data Juliana para atribuir um número único para cada dia a partir de 1 de janeiro de 4713 AC. Esta é a tão falada Data Juliana (DJ). DJ 0 (zero) designa as 24 horas que vão do meio-dia UTC de 1 de janeiro de 4713 AC até o meio-dia UTC de 2 de janeiro de 4713 AC do calendário juliano.

Júlio César introduziu o calendário juliano.
Gregório XIII reformou o calendário vigente.

A "Data Juliana" é diferente do "Calendário Juliano". O Calendário Juliano foi introduzido por Júlio César em 45 AC mas esse calendário para cada 128 anos atrasava-se um dia, tanto que Dante Alighieri em seus poemas Divina Comédia já reclamava sobre os segundos de arco defasados diariamente, e em um seu poema dá a entender que se, caso igreja não tomasse providências, janeiro inteiro se tornaria inverno. O calendário Juliano continuou em uso corrente até 1582, quando alguns países começaram a mudar para o Calendário Gregoriano. No Calendário Juliano, o ano tropical é aproximado como 365 1/4 dias = 365,25 dias. Isto ocasiona um erro de aproximadamente um dia a cada 128 anos. Do nascimento de Cristo até os dias de Dante já havia um desfasamento de dez dias, ou seja, o inverno chegava dez dias mais cedo do que no tempo de Cristo.[6]

O erro acumulado fez o Papa Gregório XIII reformar o calendário de acordo com as instruções do Concílio de Trento. No Calendário Gregoriano o ano tropical é aproximado como 365 + 97 / quatrocentos dias = 365,2425 dias. Portanto, leva aproximadamente 3.300 anos para o ano tropical se deslocar um dia em relação ao Calendário Gregoriano.[7]

A aproximação 365+97/400 é obtida colocando 97 anos bissextos a cada quatrocentos anos, utilizando as seguintes regras:

  • Todo ano divisível por 4 é um ano bissexto.
  • Entretanto, todo ano divisível por 100 não é um ano bissexto.
  • Entretanto, todo ano divisível por 400 é um ano bissexto sempre.
  • Portanto, 1700, 1800, 1900, 2100 e 2200 não são anos bissextos. Porém, 1600, 2000 e 2400 são anos bissextos. Contrapondo, no antigo Calendário Juliano todos os anos divisíveis por 4 são bissextos.
  • A Bula Papal de fevereiro de 1582 decretou que deveriam ser retirados 10 dias de outubro de 1582, fazendo com que 15 de outubro viesse imediatamente após 4 de outubro, conforme demonstrado:
outubro 1582
Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sáb
1 2 3 4 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31

A bula papal foi respeitada na Itália, Polônia, Portugal e Espanha. Outros países católicos seguiram logo após, mas os países protestantes relutaram em mudar. Os países ortodoxos gregos não mudaram até o início do século XX. A reforma foi seguida pela Inglaterra e seus domínios (incluindo o que agora são os EUA) em 1752. Assim, 2 de setembro de 1752 foi seguido por 14 de setembro de 1752.

Foram elaborados calendários diferentes em várias partes do mundo. Muitos eram anteriores aos sistema Gregoriano, mas a importância desse calendário católico reside no fato de incluírem um referencial que é a data de nascimento de Jesus Cristo . Diferentemente, o Calendário Chinês, que remontaria ao século XIV AC, só atendia o tempo de existência de cada imperador. Duravam da posse até a morte do imperador; após a morte paravam de contar e só reiniciavam a contagem após a posse do novo imperador. Nesse caso os historiadores tiveram que somar os dias da semana até que conseguiram chegar a o Imperador Huangdi que não inventou um calendário mas com certeza tomou posse em 2637 AC. A República Popular da China utiliza o Calendário Gregoriano para as finalidades civis.