Amido
English: Starch

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser acadêmico)
Amido
Alerta sobre risco à saúde
Cornstarch mixed with water.jpg
Amylopectine2.png
Identificadores
Número CAS9005-25-8
Número RTECSGM5090000
Propriedades
Fórmula molecular(C6H10O5)n
Aparênciapó branco
Densidade550 a 700 kg/m3[1]
1.5 g/cm3[2]
Ponto de fusão

decompõe-se a 200 °C[1]

Solubilidade em água50 g/l (90 °C)[1]
Riscos associados
MSDSICSC 1553
Índice UEnot listed
Temperatura
de auto-ignição
c. 400 °C[1]
LD506600 mg/kg (camundongo, intraperitonial)[3]
Compostos relacionados
Polímeros da glucose relacionadosGlicogênio
Celulose
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Amido é um carboidrato constituído principalmente de glicose com ligações glicosídicas. Este polissacarídeo é produzido pelas plantas verdes servindo como reservatório de energia. É o mais comum carboidrato na alimentação humana e é encontrado em grande quantidade de alimentos, como batatas, arroz e trigo.

Estrutura

O grão de amido é uma mistura de dois polissacarídeos, amilose e amilopectina, polímeros de glicose formados através de síntese por desidratação (a cada ligação de duas glicoses, no caso, há a "liberação" de uma molécula de água).

  • Amilose:
Macromolécula constituída de 250 a 300 resíduos de D-glicopiranose, ligadas por pontes glicosídicas α-1,4, que conferem à molécula uma estrutura helicoidal.
  • Amilopectina:
Macromolécula, menos hidrossolúvel que a amilose, constituída por cerca de 1400 resíduos de α-glicose ligadas por pontes glicosídicas α-1,4, ocorrendo também ligações α-1,6, que dão a ela uma estrutura ramificada. A amilopectina constitui, aproximadamente, 80% dos polissacarídeos existentes no grão de amido.