Algas verdes
English: Green algae

Algas verdes
Stigeoclonium, género de algas clorófitas
Stigeoclonium, género de algas clorófitas
Classificação científica
Reino:Plantae
Grupos incluídos
Grupos excluídos

As algas verdes são um grupo parafilético de organismos fotossintéticos composto por espécies microscópicas e macroscópicas. Encontram-se em todos os ambientes aquáticos (águas marinhas e salobras e água doce), e no ambiente terrestre, em locais como, troncos, folhas, neve, em solos úmidos, dentre outros. A maioria das espécies vive a maior parte do seu ciclo de vida como células isoladas. Outras no entanto, podem associar-se em colónias, em filamentos, podem ser ramificados ou não, além de possuir flagelo.

Descrição

As algas verdes são um grande grupo de algas a partir de qual os embriófitos (ou plantas terrestres) emergiu.[1] Como tal, formam um grupo parafilético, apesar do grupo formado pelas algas verdes em conjunto com os embriófitas ser monofilético (e normalmente denominado apenas por reino Plantae). As algas verdes incluem organismos flagelados unicelulares ou coloniais, normalmente com dois flagelos por célula. No grupo das Charales, os parentes mais próximos das plantas superiores, a total diferenciação dos tecidos ocorre. Algumas espécies são multicelulares, existindo cerca de 6000.[2] Atualmente, este phylum contém 500 gêneros descritos e mais de 8000 espécies.

Alguns organismos dependem de algas verdes para poderem desenvolver fotossíntese. Os cloroplastos dos euglenóides e dos membros da classe Chlorarachnea foram presumivelmente adquiridos de algas verdes ingeridas.[1] Algumas espécies de algas verdes, particularmente nos gêneros Trebouxia ou Pseudotrebouxia (Trebouxiophyceae), podem ser encontradas em associação com fungos, formando líquenes.